Biblioteca da Faculdade CDL

Biblioteca da Faculdade CDL

O Blog da Biblioteca da Faculdade CDL é um espaço destinado à comunicação da Biblioteca com os alunos e professores, onde é possível fazer postagens e comentários relativos a assuntos que envolvam, de alguma forma, a Biblioteca e o ambiente acadêmico em geral. O objetivo do blog é informar, registrar momentos e incentivar o gosto pela leitura e pela escrita.

quarta-feira, 30 de março de 2016

Saiba como estudar sozinho em casa‏



Estudar sozinho em casa ou possuir disciplinas online é um grande desafio para muitas pessoas. Entender o cérebro e utilizá-lo melhor para um bom desempenho é fundamental. Saiba como estudar sozinho, manter o ritmo e ter um excelente desempenho.

1 - Estabeleça autocontrole
Estudar em casa exige muito autocontrole. Estabeleça metas, horário para dormir, resolver as pendências do estágio ou do trabalho. Dormir bem, por exemplo, restaura as sinapses, elo transmissor entre os neurônios e melhora o funcionamento do cérebro. Oito horas de descanso é o ideal.


2 - Padronize o ambiente
O ambiente de estudos precisa estabelecer padrões. Como o cérebro não foca em duas coisas ao mesmo tempo, simplicidade e silêncio ajudam na concentração. Procure um ambiente que não irá afetar a sua concentração, tirar a sua atenção nos estudos. Tenha preferência por um ambiente calmo, ventilado, silencioso e organizado.


3 - Respeite seu limite
A concentração diminui a cada 50 minutos seguidos de estudos, de acordo com pesquisas. O ideal é dar pequenas pausas a cada 10 ou 15 minutos. Vale olhar a paisagem, a natureza, o mar, beber um copo com água ou um chá. Depois você vai voltar com muita disposição e força de vontade para dar continuação.


4 - Políticas de metas
Nossa atenção é um pouco "interesseira", por isso, é importante que você estabeleça bem as suas metas de leitura, é como aquela famosa maratona de estudos para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), planeje os dias que irá elaborar suas atividades, por exemplo, segunda-feira, entre 16 e 17h, é preciso concluir o capítulo 1 do livro X, de 17 às 18 concluir o capítulo 2 do livro Y, e assim, de segunda à sexta você fecha sua semana de estudos com chave de ouro. Para aqueles que fazem estágio ou trabalho e aproveitam os finais de semana para dar uma reforçada na matéria, também é importante, claro que você não vai deixar de aproveitar seu final de semana, nem que seja uma hora reunido com a família, não é mesmo?


Além destas dicas, procure resolver atividades diárias como simulados e provas extras, vai te ajudar a ter um melhor desempenho em provas. Também procure não exagerar, além de fazer pausas, procure estabelecer quanto tempo você realizará cada atividade, para que não se estresse e acabe acumulando muitas tarefas, resultando futuramente em baixa produtividade. Quando estudar um determinado assunto, procure fazer uma pequena redação elaborando um resumo dos assuntos abordados, para que fixe bem as informações. Seguindo estas dicas, você saberá como estudar sozinho e ter um desempenho maravilhoso.

Com informações da redação Faculdade CDL



terça-feira, 29 de março de 2016

Aprenda 3 dicas para ter um espírito empreendedor‏

Ser empreendedor é uma grande tarefa, você pode desenvolver esse espírito de empreendedorismo, mesmo sendo criança, jovem, adulto ou idoso. Ser um empreendedor, é uma habilidade que irá trazer grandes resultados.

1 - Pense grande

Qualquer tarefa que você for realizar em sua vida profissional, para que seja feita com eficiência, é preciso que você pense positivo, tenha confiança em si mesmo e em seus projetos. Quando pensamos grande, o universo conspira totalmente a favor, e tudo irá se encaminhando aos poucos, para que você coloque em prática.


2 - Seja criativo
A criatividade é um processo que resulta em um produto novo, que é aceito como útil por um número grande de pessoas. Para que você possa ser um empreendedor de sucesso, trabalhe a sua criatividade e passe a desenvolver suas habilidades criativas.


3 -  Valorize os recursos humanos

Para um empreendedor que deseja crescer ainda mais no mercado de trabalho, é necessário que valorize as pessoas, pois isso irá facilitar o relacionamento entre funcionários. Essa é uma lógica de sucesso para quem tem ou deseja ter um espírito empreendedor.


Empreender é uma tarefa que chama a atenção de muitos jovem atualmente. É preciso ter muita dedicação, foco e perseverança. Um empreendedor, sem dúvidas, tem várias qualidades. É fundamental motivar os colegas e trabalhar na mesma direção. Ter organização, rede de contatos, facilidade de aprendizagem. Além disso, conhecer a administração da sua empresa de perto, ter contato frequentemente com funcionários e colaboradores, sempre aumentando o otimismo de todos para com os negócios.


Dica importante

Além de saber fazer um bom planejamento, escolha opções que irão fazer a diferença em sua jornada empreendedora, como iniciar uma graduação, pós-graduação ou dar início a uma rápida atualização com um curso de extensão. Conheça a Faculdade CDL e encontre excelentes opções para que você seja um grande empreendedor: http://conteudo.faculdadecdl.edu.br/faculdades-em-fortaleza-cdl

Com informações da redação Faculdade CDL

segunda-feira, 28 de março de 2016

Como se manter motivado nos estudos?

Você só estuda e estuda, quebra a cabeça com aquela matéria. Calma, é normal! O grande estímulo é se manter motivado diante de todos esses desafios. A sua preocupação com as notas só aumentam mais e mais, além disso, conciliar trabalho ou estágio com os estudos se torna ainda mais desafiador. Diante disso tudo fica aquela pergunta: como se manter motivado nos estudos?


Pense positivo

Não adiante ficar pensando naquela matéria que você mais tem dificuldade. Ou pensando naquilo que deveria ser revisado, os ainda os conteúdos anteriores que não foram aperfeiçoados por você. Tente manter seu cronograma, caso aconteça algum imprevisto, mantenha o foco e procure não desviar sua atenção dos assuntos abordados em sala de aula e que irão ser cobrados.


Faça uma lista com os assuntos aprendidos durante o dia

Procure reconhecer o que já foi abordado em sala de aula e com as avaliações você conseguiu tirar ótimas notas, isso já é um bom passo para que você mantenha sua motivação em dia. Mesmo com alguns conteúdos que não foram totalmente estudados por você, seja por falta de tempo ou por algum imprevisto, ao final do dia, faça uma lista com o que já foi aprendido ou o que precisa estudar para fazer aquele reforço antes das provas.


Deixe de lados as desculpas

"Não sei", "não entendi", "não tive tempo", "não sei por onde começar". Desculpas como estas devem ser deixadas para trás. Organize-se, não permita que a negatividade ou as desculpas invadam sua mente. Acredite que esta é uma fase importante de sua vida, pois ou você está se preparando para passar no tão temido vestibular ou procurando ser um profissional de sucesso, buscando novos conhecimentos em sala de aula.



Divida a matéria em tópicos

Segundo matéria divulgada no Portal da Revista Exame, algumas dicas são fundamentais para que o estudante mantenha a motivação. Se a matéria for macroeconomia, por exemplo, Alex Mendes, professor de economia da Academia do Concurso, recomenda que o concurseiro escolha um tópico e estipule um prazo para concluir. Para ele, além de facilitar a organização, à medida que o candidato avança nos tópicos, a produtividade aumenta e o aprendizado da disciplina como um todo fica mais fácil.


É comum de início não manter-se atualizado por conta da grande demanda de atividades, trabalho, avaliações etc, mas segundo recomendam especialistas, é importante dividir as matérias por tópicos e aqueles assuntos que você considera mais difíceis deixe para o final, procurando assim, resolver aqueles assuntos que a princípio sejam mais fáceis. Seguindo estas pequenas dicas, você estará pronto para manter a motivação em sua rotina estudos.

Com informações da redação Faculdade CDL

terça-feira, 22 de março de 2016

O lugar é aqui!

Serviço de empréstimo, leitura corrente em jornais, estudo individual, pesquisa na internet, trabalho em equipe e projeto integrado são as diversas atividades que os estudantes praticam na Biblioteca.

Semana movimentada com o serviço de empréstimo, muitos querendo garantir a leitura para o final de semana prolongado.






quarta-feira, 16 de março de 2016

Sucessão com sucesso


Foto: Sinteal

O processo sucessório em uma empresa familiar deve ser planejado levando-se em consideração as particularidades de cada grupo familiar e empresarial. Isso implica observação e análise contínuas, pois nem todos os sucessores do grupo familiar terão aptidão e/ou interesse para assumir a empresa. Definidos os interessados pela gestão dos negócios (que não é glamorosa, já que exige muitas horas de trabalho e dedicação no enfrentamento diário das muitas demandas administrativas) passa-se a um segundo momento, que é o de permitir, no caso de empresas com mais de um sucessor, que as escolhas individuais sejam feitas de acordo com as áreas organizacionais que melhor serão atendidas por cada perfil, e esse seguramente é o maior desafio do processo de sucessão.

É muito importante, portanto, nessa preparação dos sucessores, o contato com os anseios dos clientes, a construção de relacionamentos com os parceiros de negócios, a manutenção da união entre eles e a abertura de diálogo com o público interno, a fim de manter a força da empresa no mercado. As divergências entre gerações são saudáveis, mas somente à medida que houver respeito, admiração e compartilhamento de ideias voltadas à preservação da cultura organizacional. Esse elo entre os sucessores precisa se construir de modo indissolúvel, pois a empresa é o bem coletivo que deverá estar sempre acima dos egos individuais, o que exige formação emocional e profissional.

Mesmo que haja algum tipo de miopia dos diretores em início de sucessão, os gestores mais experientes estarão presentes para fomentar o desenvolvimento dos mais jovens por meio da teoria do mentoring. Nesse aspecto, a sucessão familiar é bastante vantajosa aos mais jovens, já que os pais lhes darão o melhor de seu aprendizado, coisa que nem sempre é feita em outros modelos sucessórios. O sucessor precisa desafiar-se, lançar-se com atitude e determinação, ousar dentro dos limites da saúde financeira da empresa, construir seu próprio legado, afinal, geralmente parte de um patamar muito superior ao dos que que iniciaram os negócios. Autoconfiança sem arrogância, autoestima sem desmerecimento do outro, humildade sem inferioridade e autoconhecimento sem procrastinações são bons companheiros dos sucessores.

Os herdeiros devem, ainda, ser conscientizados de que não vão herdar uma empresa, mas uma sociedade composta por pessoas e por processos que não se escolheram. Assim, é preciso separar os conceitos de família, propriedade e empresa. Durante esse processo, deve-se estabelecer diálogo para tratar dos conflitos já existentes e dos que podem surgir, portanto, durante o plano sucessório não abram mão de construir um plano de ação com base no DPEC (Diagnosticar, Planejar, Executar e Checar), objetivando regras claras sem prescindir do profissionalismo de toda a linha sucessória e das demais lideranças para a administração dos negócios, nem de traçar objetivos cujas metas traduzam o sentimento da alta direção para a linha sucessória, a fim de preservar a cultura organizacional dentro de uma visão de futuro em curto, médio e longo prazo. Além disso, ajam com transparência para, assim, garantir o sucesso da continuidade dos negócios, assegurando a sobrevivência da Empresa junto aos colaboradores, ao mercado e a seus stakeholders.

Jornal O Povo – 16/03/2016
Honório Pinheiro presidente@cndl.org.br

Ex-aluno de logística retorna como acadêmico da pós-graduação Estratégia, projetos e processos

Francisco Atamar teve seu primeiro contato com a Faculdade CDL em 2009 durante treinamento. Por conta da experiência positiva, retornou este ano como acadêmico da Pós-graduação Estratégia projetos e processos


O primeiro contato de Francisco Atamar com a Faculdade CDL foi em 2009, com o início de um curso sobre almoxarifado. “Foi a partir daí que pude ter um foco maior sobre o que eu queria. Já trabalhei em muitas áreas e, com certeza, pude ter várias experiências que, sem dúvidas, irão me ajudar mais e mais. Trabalhei em almoxarife e também fui líder de expedição de uma empresa, a partir daí me interessei pela área da logística”, conta.
Em 2011, quando abriu vagas para a graduação em Logística na Faculdade CDL, Atamar se inscreveu no processo seletivo, dando início à sua vida acadêmica. “Foi uma forma de alcançar novos cargos. Um dos principais motivos em vir buscar a Faculdade CDL para minha formação acadêmica, foi por meio da experiência positiva que tive com a instituição, funcionários, professores e coordenadores. Então percebi que aqui é o local ideal para a formação de grandes profissionais de sucesso. Fico feliz por estar retornando, como quero trabalhar na área de consultoria, a Pós-graduação em Estratégia, Projetos e Processos vem para agregar mais e mais em minha área profissional”, destaca.
Assim que concluir a pós-graduação, Atamar pretende dar novos passos em sua carreira. “Ainda mais tendo a possibilidade de vir um mestrado, por exemplo. Espero colher muitos frutos, sei da grande concorrência hoje em dia, portanto, buscar a capacitação é fundamental. Me sinto super bem em estudar aqui. Vim buscar capacitação, e vi que meu perfil se encaixa muito com a área da logística”, ressalta.
“O que me ajudou muito foi ter professores que possuem experiência tanto profissional como acadêmica”
Atamar diz que na graduação, todas as disciplinas foram muito importantes. “Gosto muito da parte de marketing e transporte, algumas cadeiras que me abriram a mente em fazer com que eu pudesse ter um senso crítico”. Atamar faz planos para o futuro e afirma que uma das suas opções será atuar na parte de consultoria. “Tenho projetos futuros de dar aulas ou iniciar treinamentos em empresas. Até aqui mesmo na Faculdade CDL já pensei em dar aulas, então, quem sabe terei oportunidades em docência. Estou me qualificando para alcançar mais e mais os objetivos”, disse.
O que ajudou Atamar em sua vida acadêmica e profissional, foi ter professores que possuem experiência tanto profissional como acadêmica. “É discutir em sala a teoria que os mestres vivem na rotina profissional. Além disso, temos uma biblioteca com toda uma estrutura, além de uma bibliotecária que é como uma mãe para gente. Ter excelência na organização é, sem dúvidas, uma das grandes características para quem deseja ser um profissional da área de logística”, frisa.
Com informações da redação Faculdade CDL

terça-feira, 15 de março de 2016

5 direitos que o consumidor pensa ter, mas não tem


Foto: Google
Nos últimos anos, os consumidores conquistaram muitos direitos através do Código de Defesa do Consumidor, tanto que nesta semana são comemorados o Dia Mundial do Consumidor e a regulamentação do comércio eletrônico no Brasil.

Apesar disso, existem alguns direitos que os compradores acham que têm, mas na verdade não estão determinados em lei. Confira quais são:

1- Direito de troca

Legalmente, as lojas só são obrigadas a efetuar trocas ou reembolsar o consumidor se o produto apresentar defeito, e mesmo assim, o Código de Defesa do Consumidor estabelece prazo de 30 dias para reparo. As trocas de cor, tamanho ou porque o produto não agrada costumam ser cortesia dos varejistas; nesses casos, a opção e o prazo para a troca devem constar na nota fiscal ou na etiqueta do produto.

2- Valor irrisório

Quando há dois preços no mesmo produto, a loja é obrigada a cobrar o valor menor. No entanto, quando acontecem erros na exposição do preço, como um carro zero km custando R$ 2 mil ou passagens aéreas internacionais por R$ 1, o consumidor não pode exigir a compra, pois a justiça considera que o comprador está agindo de má-fé para enriquecimento ilícito. 

3- Pessoa física

O Código de Defesa do Consumidor só é válido para relação entre pessoa física e pessoa jurídica. Caso o comprador faça negócio com outra pessoa física, como na compra de um carro usado, se houver algum problema, ele não é resolvido pelo Procon ou qualquer outro órgão de defesa do consumidor. O comprador que se sentir lesado deve entrar na Justiça com base no Código Civil. 

4- Cartão e cheque

A loja não é obrigada a aceitar pagamentos com cartão de crédito e débito ou cheque. No entanto, essa informação deve estar disponível para o consumidor de forma clara. Mesmo assim, vale lembrar que não é permitido ao estabelecimento cobrar valores diferentes de acordo com a forma de pagamento; ou seja, o valor da compra com dinheiro ou com cartão de débito deve ser o mesmo. Também é ilegal a exigência de um valor mínimo de compra para pagamento com cartão de crédito. 

5- Couvert artístico

O consumidor não é obrigado a pagar os 10% de serviço caso não ache necessário. Porém, bares e casas noturnas podem cobrar pelo couvert artístico desde que realmente haja alguma manifestação artística no local e o estabelecimento informe previamente sobre a cobrança e seu respectivo valor.

Com informações do Portal Olhar Digital

segunda-feira, 14 de março de 2016

Alunos realizam atividades em grupo nesta segunda-feira

Alunos de diversos cursos de graduação da Faculdade CDL, aproveitam o início de semana para colocar em dia as atividades, fazer leituras diárias ou até mesmo realizar os trabalhos em grupo e alinhar com a equipe.

Fotos: Dimitry Lima

E quem pensa que segunda-feira é dia de ficar em casa descansado ou sair para aproveitar?


É dia de muito estudo, pesquisa e trabalhos realizados.


O objetivo varia de cada um. Uns querem ser administradores, outros contadores, uns líderes ou aqueles que desejam abrir seu próprio negócio. Para isso, é preciso investir em muito estudo e ser um profissional de sucesso!

Biblioteca

sexta-feira, 11 de março de 2016

Saiba o que faz um profissional formado em análise e desenvolvimento de sistemas

Esse tecnólogo desenvolve, analisa, projeta implementa e atualiza sistemas de informação para diversos setores de atividade
Tem noções de gerenciamento, mas sua especialidade é a criação de sistemas informatizados. Ele programa computadores e desenvolve softwares que permitem o melhor aproveitamento das máquinas, a ampliação da capacidade de armazenamento de dados e maior velocidade no processamento das informações. Pode dedicar-se à implantação e ao desenvolvimento de banco de dados para sistemas de computação e para a internet e intranet, criando estruturas de programas compatíveis com as necessidades de uma empresa. Para isso, ele deve conhecer a estrutura física dos equipamentos e periféricos, softwares, bancos de dados, bem como os negócios da companhia em que vai trabalhar. Tem de manterse atualizado também sobre as linguagens de programação e os ambientes operacionais que servem de suporte aos aplicativos. Pode atuar, ainda, como consultor na área de sistemas de informação.


Mercado de Trabalho:

A demanda por profissionais de informática está sempre em alta. Sobram vagas em empresas do setor público e privado, pois qualquer organização precisa manter sistemas informatizados para controle de gastos e emissão de notas fiscais, entre outras operações. Empresas de Tecnologia de Informação (TI) e de telecomunicações são algumas das mais tradicionais empregadoras. Também há um mercado em crescimento para quem quer atuar como autônomo, sobretudo no desenvolvimento de aplicativos para smartphones. Segundo Eduardo Isaia Filho, coordenador do curso da Ulbra, em Canoas, outra tendência nacional é o trabalho de forma remota (a distância) para companhias estrangeiras. "As empresas do exterior contratam o profissional brasileiro porque ele é uma mão de obra qualificada e com grande potencial para trabalhar em grupo", explica Eduardo. As cidades de São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro e as capitais da Região Sul concentram a maior parte das vagas. Mas há carência desse profissional nas regiões Nordeste e Centro-Oeste.
Salário inicial: de R$ 1.800,00 a R$ 2.500,00 (fonte: prof. Cláudio Marcio Felisbino das Facs. Opet).

Com informações do Guia do Estudante

Na Faculdade CDL:

As oportunidades existentes para o Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas são amplas, tratando-se de um profissional preparado para assumir funções referentes a operação, análise e gerenciamento de sistemas computacionais, incluindo a concepção, planejamento, projeto, desenvolvimento, implantação e manutenção desses sistemas.

O curso possui como objetivos formar e atualizar profissionais com alta capacidade em projeto, programação, gestão e segurança de sistemas computacionais, fornecendo-lhes embasamento teórico sólido, com ênfase no conhecimento técnico e apresentando-lhes as principais tecnologias em uso, bem como as tecnologias emergentes no cenário mundial.Objetivo Geral

As oportunidades existentes para o Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas são amplas, tratando-se de um profissional preparado para assumir funções referentes a operação, análise e gerenciamento de sistemas computacionais, incluindo a concepção, planejamento, projeto, desenvolvimento, implantação e manutenção desses sistemas.

O curso possui como objetivos formar e atualizar profissionais com alta capacidade em projeto, programação, gestão e segurança de sistemas computacionais, fornecendo-lhes embasamento teórico sólido, com ênfase no conhecimento técnico e apresentando-lhes as principais tecnologias em uso, bem como as tecnologias emergentes no cenário mundial.
Para mais informações sobre o curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas acesse: www.faculdadecdl.edu.br

quinta-feira, 10 de março de 2016

Sumário da Revista Exame

Confira abaixo o sumário da última edição da Revista Exame (Edição março 2016), que já se encontra disponível na Biblioteca para leitura. Escolha a matéria de sua predileção. Aguardamos sua visita! 
BRASIL
26 Economia Para reforçar o caixa, a Petrobras não repassa a queda no preço do petróleo aos clientes - e o país perde a chance de estimular a inflação

32 Empreendedorismo Grandes empresas criam polos de apoio a startups para gerar inovação

NEGÓCIOS
Siderurgia Queda nas vendas, aumento de dívida, guerra entre acionistas e conselheiros. A siderurgia Usiminas tem os ingredientes para um desastre

42 Serviços Os irmãos portugueses que fundaram a Rede Graal trouxeram para o Brasil o conceito de postos de serviços e construíram um império

46 PME Antes mesmo de ganhar escala no Brasil, startups de tecnologia miram o mercado americano e o Vale do Silício

GESTÃO
48 Gorvenança O fundo de investimento Pátria criou a Alliar, terceira maior rede de disgnósticos do pais. O desafio é conviver com mais de 70 sócios


NEGÓCIOS GLOBAIS
56 Política monetária O Japão é o mais recente país rico a adotar a polêmica política de juro abaixo de zero, um tema que tem preocupado economistas de todo o mundo


IDEIAS
66 História O historiador Tony Judt, morto em 2010, foi um dos pensadores mais brilhantes de sua geração. O livro Que quando as Fatos Mudam traz seus melhores ensaios. EXAME publica um deles com exclusividade

CAPA 
72 Liderança Um levantamento exclusivo aponta as empresas que, mesmo na crise, aceleraram o investimento na formação de pessoas. Elas acreditam que isso será fundamental para sair à frente dos concorrentes

78 Liderança Como as empresas campeãs investem na formação de pessoas - e suas práticas mais valiosas em momentos de instabilidade

ESPECIAL 

68 Carreira O avanço do big data fez disparar a demanda global por cientistas de dados, profissionais preciosa do oceano de arquivos digitais das empresas

SETE PERGUNTAS
98 Philipp Rode Para o diretor do centro de pesquisa sobre cidades da London School of Economics, o transporte público é a melhor alternativa para o trânsito

Não perca o prazo e aproveite as oportunidades!


O que é gestão comercial?

A gestão comercial envolve a gerência dos recursos que fazem parte da atividade comercial, como o próprio nome já diz. Toda empresa no mercado tem que lidar com esse lado do seu negócio, porém nem toda organização possui profissionais equipados com as técnicas gerenciais específicas da área. A importância desse tipo de gestão está justamente em concentrar esforços particulares na eficiência das vendas, atendimento ao cliente, logística da atividade comercial, entre outros aspectos e processos gerenciais.

Entre os conhecimentos relevantes para a gestão comercial estão alguns como gestão de pessoas e tecnologia da informação, por exemplo, que possibilitam o aumento da rentabilidade, bem como a flexibilização do processo de comercialização. Técnicas e estratégias de relacionamento com o cliente, assim como conhecimento das características e hábitos de consumo da população também devem fazer parte do leque de conhecimentos da gestão comercial.

As atividades e competências exercidas pelo profissional ligado a esta área, ou por um departamento de gestão comercial de uma empresa, são variadas. Mas, em geral, estão ligadas ao processo de comercialização e seus diferentes estágios. Estes são alguns exemplos dos conhecimentos que devem ser buscados e aplicados para a eficiência da gestão comercial:
Conhecimento das operações básicas do varejo e identificação das informações necessárias à otimização destas operações (incluindo a definição de uma tecnologia informática para obtenção e análise de informações neste sentido)
Estruturação dos produtos oferecidos em “famílias”, aplicando a administração por categoria
Definição do capital de giro necessário para manter o estoque (com base em giro médio diário e prazos de reposição)
Análise de perfis de clientes
Análise da concorrência e definição de métodos para o estabelecimento de preços e promoções
Implantação de sistemas de comércio eletrônico.

Carreira

Em relação a opções de carreira e áreas de atuação, quem trabalha com gestão comercial pode fazê-lo de muitas formas diferentes. Gerência de lojas ou operações, analista de resultados e supervisor de operações são algumas funções dentro da gestão comercial. Por se tratar de setor em expansão, a área também oferece oportunidades para analistas de pesquisa de marketing, analistas de localização de ponto estratégico para o negócio, assessores ou coordenadores de operações, assistentes e coordenadores ou gestores de varejo ou de atacado. O salário varia de acordo com as atividades exercidas.

Apesar de a questão "O que é gestão comercial?" ter uma resposta clara e talvez já conhecida, os desdobramentos dessa área de atuação estão se desenvolvendo para acompanhar as transformações do mercado, que demandam profissionais cada vez mais diferenciados e que pensem fora da caixa no que diz respeito a vendas e processos de comercialização. 

Conteúdo desenvolvido pelo Administradores.com exclusivo para o meuSucesso.com

Na Faculdade CDL, as oportunidades existentes para aluno do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial são amplas e bastante diversificadas, tratando-se de um profissional preparado para assumir qualquer função no que se refere às negociações comerciais e mercadológicas da empresa, a elaboração e análise de planos e projetos promocionais e de divulgação, bem como a gestão das diversas unidades operacionais de empreendimentos do setor terciário de comércio e serviços.

Com relação ao mercado de trabalho para o tecnólogo em Gestão Comercial, merece destaque o fato de que o setor de comércio e serviços é o principal segmento da economia do Estado do Ceará, representando 58,6% do PIB e gerando 72,47% dos empregos formais. Considerando-se apenas o período de 1999 a 2005, o Estado acumulou saldo de 152,3 mil empregos. Destes, 69,5% tiveram origem no setor serviços, incluindo o comércio.

quarta-feira, 9 de março de 2016

O que faz um profissional de logística?

Este tecnólogo avalia, projeta e implementa sistemas de transporte, armazenamento, compras de suprimentos, distribuição e entrega de produtos numa empresa, de forma econômica, rápida e segura. Pode atuar nos setores de controladoria, coordenação, expedição e almoxarifado e nos diversos segmentos da logística. Gerencia as redes de distribuição, acompanha os processos de compra, identifica fornecedores, negocia e estabelece as formas de entrega e ainda determina o meio de transporte a ser utilizado. Também realiza o cálculo do frete e define a embalagem que será usada para preservar o produto. Faz o acompanhamento de pedidos e controla os estoques.


Brasil é o 65º em ranking de logística. Elaborada pelo Banco Mundial, a lista mede a eficiência do setor em 160 países e é elaborada a partir da percepção do setor empresarial. A posição do Brasil no ranking mostra que ainda há muito a ser feito no país, o que é uma boa notícia para os profissionais com formação na área, entre eles os tecnólogos em Logística.

O curso:
O currículo mescla disciplinas das Ciências Exatas, como estatística e física, e Sociais Aplicadas, como administração e marketing, com outras bem específicas da área, como legislação aduaneira, comércio exterior, cadeia de suprimentos e armazenagem e manuseio de materiais. 

Mercado de trabalho:
Um profissional preparado para lidar especificamente com logística ainda é novidade – o que valoriza este tecnólogo. Além disso, a atual conjuntura econômica reforça a importância de setores que contribuam diretamente para o aumento da eficiência e a redução de custos. As áreas de atuação são muitas, como comércio, indústrias e agronegócio. O tecnólogo trabalha com transporte de carga e sua roteirização, negociações, análises de mercado, planejamento e importação e exportação. Grandes centros urbanos, como São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre, constituem os melhores mercados. O Nordeste acena com boas perspectivas para os próximos anos.

Duração: 2 anos

Com informações do Guia do Estudante


Na Faculdade CDL: 
O Curso Superior de Tecnologia em Logística visa formar profissionais com sólidos conhecimentos teóricos e práticos, que serão aplicados na melhoria da eficácia e da produtividade de empresas dos setores industrial e terciário, notadamente organizações integrantes do segmento de comércio (atacadista e varejista) e de serviços, com foco na melhoria das redes de distribuição, identificando fornecedores, negociando e estabelecendo padrões de recebimento, armazenamento, movimentação e embalagem de materiais, podendo ainda ocupar-se com o inventário de estoques, sistemas de abastecimento, programação e monitoramento de fluxos de pedidos.
Objetivos Específicos

• Propiciar a capacitação de profissionais habilitados a exercer as atribuições concernentes ao exercício de atividades técnicas e administrativas junto a empresas públicas e particulares que utilizam serviços de aquisição, movimentação, transporte, armazenamento e distribuição de bens, com competência para trabalhar em equipe, desempenhando seu papel em consonância com as especificidades locais e dentro de uma visão globalizada;

• Proporcionar a disseminação de conhecimentos que ultrapassem a barreira de conceitos estritamente teóricos, oportunizando ao profissional desenvolver capacidade reflexiva, criativa e autônoma no equacionamento de problemas e na tomada de decisões;

• Estimular nos alunos a conscientização de valores sociais, tomando por premissa o saber crítico para compreender o meio em que atuam, promovendo a evolução e melhorias na comunidade, com responsabilidade, compromisso, ética e justiça;

• Propor, analisar, conceber e implementar práticas inter e multidisciplinares, bem como estimular e apoiar a execução de projetos transdisciplinares;

• Visando avançar na consecução desses objetivos, o Curso proposto buscará integrar e articular os conteúdos das diversas unidades curriculares e dos módulos integrantes, adequando cargas horárias e metodologias aos requisitos do mercado de trabalho e às especificidades do público-alvo. O curso propõe-se, ainda, capacitar profissionais aptos a empreender negociações, prover a disponibilidade de produtos e serviços a serem comercializados bem como planejar e implementar estratégias e planos logísticos voltados para a melhoria da competitividade das empresas.

terça-feira, 8 de março de 2016

Alunos da disciplina negociação visitam biblioteca


Fotos: Dimitry Lima
Na noite desta terça-feira (08), estudantes da Faculdade CDL participaram de uma pesquisa realizada com a supervisão do professor Bruno Leitão. A disciplina Negociação foi o motivo que levou diversos estudantes a utilizarem o acervo da biblioteca em busca de grandes respostas... 



No dia da mulher, leitoras da Faculdade CDL comemoram na biblioteca


Fotos: Dimitry Lima
No Dia Internacional da Mulher, a biblioteca da Faculdade CDL, na pessoa da Bibliotecária Ana Luiza Chaves, parabeniza a todos as mulheres leitoras, por este dia especial. Que este dia especial, assim como em qualquer outro, a leitura possa estar presente na vida de cada uma...










Mulher contabilista: uma trajetória respeitável no mercado contábil

A força da mulher contabilista esteve presente como pano de fundo no filme Brooklyn, que concorreu ao Oscar em 2016. Ambientado na década de 50, o longa conta a história de uma jovem irlandesa, Ellis Lacey (Saoirse Ronan), que se muda para os Estados Unidos em busca de emprego, já que seu sonho era ser contadora, mas sua irmã já havia ocupado a única vaga disponível na pequena cidade em que viviam. Nos EUA ela conquista uma bolsa para estudar contabilidade, sendo a única mulher da turma, e se destaca pelo bom rendimento no curso.
Fotos: Conta Azul
Aqui no Brasil, em 1950, o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) afirma que as mulheres representavam apenas 4,3% dos trabalhadores da área. Mas de lá para cá muita coisa mudou, e em 2014 elas já eram quase a metade dessa força de trabalho (47,4%). O grande destaque deste levantamento foi o estado do Amazonas, no qual as mulheres contadoras constituíam 51,1% do total registrado, tanto no nível técnico quanto no superior. O estado que ficou na lanterna, com menor número de mulheres contadoras, foi Goiás, que totalizou 36,1% de registros femininos.

Outra forma de perceber o fortalecimento da participação das contadoras é analisando sua presença e liderança nas redes sociais, principalmente em grupos do Facebook, como oContabilidade – Perguntas e Respostas, que soma mais de 50 mil membros e conta com três mulheres na administração e apenas um homem. Já o movimentado grupo Escritório Contábil na Prática tem mais de oito mil membros e de seus cinco administradores, três são mulheres.

Você tem acompanhado essa transformação no mercado contábil? Seguindo essa linha, as mulheres, em breve, poderão ser a maioria no segmento tradicionalmente liderado por homens. Afinal, os números não deixam dúvidas: a mulher contadora está garantindo o seu lugar ao sol.

Segundo reportagem da REPeC (Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade) divulgada em 2015, a participação da mulher nas salas de aula está crescendo, principalmente no nível técnico. Enquanto os homens estão reduzindo sua participação (com encolhimento de 5%), as mulheres ampliaram seu ingresso em 35%. 

Nota-se que estudar tem sido prioridade na carreira delas. Na décima edição do Encontro Nacional da Mulher Contabilista, realizado em agosto de 2015, os palestrantes ressaltaram a importância da profissionalização e de manter-se atualizada. A REPeC afirma que o desempenho das mulheres nas instituições de ensino superior se mostrou superior ao dos homens: “77,15% das alunas que iniciaram o curso chegaram ao término, contra 66,14% dos alunos”. E esse fato não acontece somente no âmbito da contabilidade. Angélica Franco, gestora de projetos da premiação Great Place to Work Brasil, em entrevista à revista Época, afirma que as mulheres estão cada vez mais qualificadas e, a cada dia, assumindo cargos que eram majoritariamente masculinos.

Em artigo para a Fiesp, a empresária Cristina Kerr apresenta diversas pesquisas conduzidas por importantes instituições que relacionam a liderança feminina com excelentes resultados financeiros para as empresas. A executiva afirma ainda que existem fatores muito ligados aoperfil de liderança da mulher que são determinantes para o bom desempenho financeiro, como inovação, eficiência, satisfação do funcionário e um ambiente de trabalho inclusivo. Você já notou essa relação no escritório de contabilidade?

Nos postos de liderança das entidades de classe, duas mulheres contabilistas se destacaram, como Maria Clara Cavalcante Bugarim, que, em 2006, foi a primeira mulher a assumir a presidência do CFC (por dois mandatos consecutivos).


A força da mulher contabilista esteve presente como pano de fundo no filme Brooklyn, que concorreu ao Oscar em 2016. Ambientado na década de 50, o longa conta a história de uma jovem irlandesa, Ellis Lacey (Saoirse Ronan), que se muda para os Estados Unidos em busca de emprego, já que seu sonho era ser contadora, mas sua irmã já havia ocupado a única vaga disponível na pequena cidade em que viviam. Nos EUA ela conquista uma bolsa para estudar contabilidade, sendo a única mulher da turma, e se destaca pelo bom rendimento no curso.

Cena do longa-metragem, Brooklyn, estrelado pela atriz Saoirse Ronan, interpretando Eilis Lacey.

Aqui no Brasil, em 1950, o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) afirma que as mulheres representavam apenas 4,3% dos trabalhadores da área. Mas de lá para cá muita coisa mudou, e em 2014 elas já eram quase a metade dessa força de trabalho (47,4%). O grande destaque deste levantamento foi o estado do Amazonas, no qual as mulheres contadoras constituíam 51,1% do total registrado, tanto no nível técnico quanto no superior. O estado que ficou na lanterna, com menor número de mulheres contadoras, foi Goiás, que totalizou 36,1% de registros femininos.

Outra forma de perceber o fortalecimento da participação das contadoras é analisando sua presença e liderança nas redes sociais, principalmente em grupos do Facebook, como oContabilidade – Perguntas e Respostas, que soma mais de 50 mil membros e conta com três mulheres na administração e apenas um homem. Já o movimentado grupo Escritório Contábil na Prática tem mais de oito mil membros e de seus cinco administradores, três são mulheres.

Você tem acompanhado essa transformação no mercado contábil? Seguindo essa linha, as mulheres, em breve, poderão ser a maioria no segmento tradicionalmente liderado por homens. Afinal, os números não deixam dúvidas: a mulher contadora está garantindo o seu lugar ao sol.

Segundo reportagem da REPeC (Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade) divulgada em 2015, a participação da mulher nas salas de aula está crescendo, principalmente no nível técnico. Enquanto os homens estão reduzindo sua participação (com encolhimento de 5%), as mulheres ampliaram seu ingresso em 35%. 

Nota-se que estudar tem sido prioridade na carreira delas. Na décima edição do Encontro Nacional da Mulher Contabilista, realizado em agosto de 2015, os palestrantes ressaltaram a importância da profissionalização e de manter-se atualizada. A REPeC afirma que o desempenho das mulheres nas instituições de ensino superior se mostrou superior ao dos homens: “77,15% das alunas que iniciaram o curso chegaram ao término, contra 66,14% dos alunos”. E esse fato não acontece somente no âmbito da contabilidade. Angélica Franco, gestora de projetos da premiação Great Place to Work Brasil, em entrevista à revista Época, afirma que as mulheres estão cada vez mais qualificadas e, a cada dia, assumindo cargos que eram majoritariamente masculinos.

Em artigo para a Fiesp, a empresária Cristina Kerr apresenta diversas pesquisas conduzidas por importantes instituições que relacionam a liderança feminina com excelentes resultados financeiros para as empresas. A executiva afirma ainda que existem fatores muito ligados aoperfil de liderança da mulher que são determinantes para o bom desempenho financeiro, como inovação, eficiência, satisfação do funcionário e um ambiente de trabalho inclusivo. Você já notou essa relação no escritório de contabilidade?

Nos postos de liderança das entidades de classe, duas mulheres contabilistas se destacaram, como Maria Clara Cavalcante Bugarim, que, em 2006, foi a primeira mulher a assumir a presidência do CFC (por dois mandatos consecutivos).

Na sequência Celina Coutinho, que foi a primeira mulher a assumir o cargo de vice-presidente do CRCSP (Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo) em 2008. No âmbito empresarial, as mulheres também ganharam força e espaço, seja em departamentos de contabilidade ou liderando uma empresa contábil.

Deise Freitas, sócia da nossa parceira Syhus Contabilidade e Inteligência Financeira, conta que dentro de uma cultura de trabalho bem organizada a mulher contadora tem mais sensibilidade para conduzir a gestão de times e, por consequência, desenvolver novos talentos. Por outro lado, um processo desestruturado tende a gerar grande rivalidade na operação, mas isso não seria um problema da mulher e sim da gestão, afirma.

Para Deise, o maior desafio para as mulheres atualmente é conciliar vida pessoal e o acompanhamento profissional que a área exige. E não é para menos: segundo pesquisa divulgada pela Unicamp em 2015, 90% das mulheres fazem tarefas domésticas e, entre homens, o índice chega a 40%. A Universidade de Michigan vai além, afirmando que ter um marido cria sete horas adicionais de trabalho doméstico para uma mulher, e quando os filhos chegam, a situação fica ainda mais complicada para elas. Isso soa familiar para você?

Para as mulheres contabilistas que estão iniciando a carreira, Deise dá uma dica valiosa: é muito importante sempre ter um foco e realizar cada etapa por vez. Ela diz que é preciso ter um objetivo claro, estabelecendo quando e como realizar cada meta da sua vida, pois assim o resto acontecerá naturalmente.

Por Marcelo Santos/ Conta Azul

O que faz o profissional formado em marketing?

Já pensou em ser um profissional do marketing? O profissional que escolher essa área, terá disciplinas ao longo da sua formação que abrangem composto de marketing, as ferramentas de marketing estratégico, técnicas tradicionais de pesquisa em marketing, entre outros temas.
Um profissional de marketing é, sem dúvidas, um grande administrador especializado em aumentar as vendas de uma empresa. Ele observa, planeja e executa ações com o objetivo de atender as expectativas do público, atrair o consumidor, detectando e aproveitando as oportunidades. Além disso, cria ações para conquistar o público alvo e manter uma boa imagem da empresa. Executa pesquisas de mercado, coletando dados sobre o perfil do consumidor e o ambiente socioeconômico, sempre estimando o custo de ações de propaganda e promoção sobre o preço final do produto. Ele pode trabalhar no departamento de marketing de grandes, pequenas e médias empresas, além de ter a oportunidade de atuar como consultor de negócios, em órgãos de pesquisa. Além de gostar de pessoas e ter muita criatividade, o profissional deve ter:

  • Adaptabilidade
  • Estar confortável com tecnologias
  • Estar disposto a escutar e a dispor
  • Habilidade de analisar dados e transformar em conhecimento 
A Faculdade CDL tem o objetivo de formar profissionais com conhecimentos teóricos e práticos em marketing, contemplando a formação humana, ética e social, que serão aplicados de forma crítica e reflexiva na melhoria da comunicação empresarial com o mercado, além do desenvolvimento de produtos e serviços para o segmento de comércio (atacadista e varejista) e de serviços, com foco na melhoria da competitividade de empresas de pequeno e médio porte predominantes na área geográfica de atuação da Faculdade CDL.

Mercado de trabalho:

Segundo informações do Guia do Estudante, Bacharéis e tecnólogos têm campos de atuação muito semelhantes. Grandes empresas de diversos setores da economia precisam de pessoal capacitado para desenhar estratégias de marketing a longo prazo. E as de médio e pequeno porte estão descobrindo a necessidade de investir em estratégias mercadológicas para ganhar mercado – e esse é o profissional responsável por implantá-las. O setor de serviços, que depende fundamentalmente de relacionamento com consumidor, é o que mais requisita o egresso. Estão aquecidas as áreas de mídias sociais, devido ao crescimento do comércio eletrônico e da importância do ambiente digital e de avaliação de comportamento de consumo e de mercado. Marketing cultural e esportivo também têm um bom potencial. Os estados das regiões Sul e Sudeste concentram a maior parte dos postos de trabalho, mas outras capitais e as principais cidades nordestinas, principalmente em áreas como indústria e turismo, também têm mercado aquecido.

Na Faculdade CDL, as oportunidades existentes para o Tecnólogo em Marketing são amplas, tratando-se de um profissional preparado para assumir funções referentes ao marketing, publicidade e vendas da organização, a elaboração e análise de planos e projetos promocionais e de divulgação, bem como a gestão das diversas ações publicitárias e de comunicação.






Estudantes de Ciências Contábeis jogam xadrez na biblioteca

Estudantes de Ciências Contábeis da Faculdade CDL aproveitam o intervalo para jogar xadrez.

Fotos: Dimitry Lima
Francisco das Chagas aproveitou para visitar a biblioteca, selecionar uns livros para leitura diária e, claro, reservar alguns minutos para jogar xadrez.

É a biblioteca levando informação, conhecimento e entretenimento...

Segundo informações do wikipédia, Xadrez é um jogo de tabuleiro de natureza recreativa ou competitiva para dois jogadores, sendo também conhecido como Xadrez Ocidental ou Xadrez Internacional para distingui-lo dos seus antecessores e de outras variantes atuais. A forma atual do jogo surgiu no sudoeste da Europa na segunda metade do século XV, durante o Renascimento, depois de ter evoluído de suas antigas origens persas e indianas.

Biblioteca

Mulheres escritoras

No Dia Internacional da Mulher deste ano, a Biblioteca da Faculdade CDL coloca em evidência, aquelas que encantam o país e o mundo com seus escritos e histórias.

Conheça um pouco de cada uma delas e suas obras, todas disponíveis na Biblioteca para leitura.


Lygia Fagundes Telles

Lygia Fagundes Telles (1923) nasceu em São Paulo, no dia 19 de abril de 1923. Seu interesse pela literatura começou na adolescência. Com 15 anos escreveu seus primeiros contos “Porão e Sobrado”. Formou-se em Direito e em Educação Física na Universidade de São Paulo.
Lygia é fundadora da União Brasileira de Escritores (UBE) e faz parte do Conselho Diretor da instituição. São dela obras como As Meninas e As horas nuas.
Neste ano foi indicada ao Prêmio Nobel de Literatura.

Indicação de leitura

TELLES, Lygia fagundes. Mistérios. Rio de Janeiro: Rocco, 1998. 223 p.

Apresenta histórias tensas, por vezes sufocantes, cruéis e até irônicas. Mas sempre com o tom feminino que marca seus trabalhos. O destaque fica pelo resgate de contos mais antigos. O leitor encontrará ainda contos clássicos da autora como "O seminário dos ratos" e "O jardim selvagem". Um presente para os fãs e uma agradável surpresa para quem ainda não conhece o trabalho da grande dama da literatura brasileira.


Raquel de Queiroz

Rachel de Queiroz nasceu em Fortaleza (CE), em 17 de novembro de 1910, e faleceu no Rio de Janeiro (RJ) em 4 de novembro de 2003. Filha de Daniel de Queiroz e de Clotilde Franklin de Queiroz, descende, pelo lado materno, da estirpe dos Alencar, parente portanto do autor ilustre de O Guarani, e, pelo lado paterno, dos Queiroz, família de raízes profundamente lançadas no Quixadá e Beberibe.
Recebeu o Prêmio Nacional de Literatura de Brasília para conjunto de obra em 1980; o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Ceará, em 1981; a Medalha Mascarenhas de Morais, em solenidade realizada no Clube Militar (1983); a Medalha Rio Branco, do Itamarati (1985); a Medalha do Mérito Militar no grau de Grande Comendador (1986); a Medalha da Inconfidência do Governo de Minas Gerais (1989); O Prêmio Luís de Camões (1993); o Prêmio Moinho Santista, na categoria de romance (1996); o Diploma de Honra ao Mérito do Rotary Clube do Rio de Janeiro (1996); o título de Doutor Honoris Causa, pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (2000). Em 2000, foi eleita para o elenco dos “20 Brasileiros empreendedores do Século XX”, em pesquisa realizada pela PPE (Personalidades Patrióticas Empreendedoras).

Indicação de leitura

QUEIROZ, Rachel de. Dôra, Doralina. São Paulo: Siciliano, 1992. 247 p.

Em Dôra, Doralina, Rachel une o Nordeste ao Rio, e é exatamente nessa união que surge o romance de amor. Sem ser um romance policial, a obra registra uma realidade regional que termina por nos inserir no quadro histórico da formação brasileira. A história de amor que une Dôra ao Comandante, sem sacrificar os personagens menores nos envolve e suas presenças completam a galeria dos que se destacam não apenas neste romance, mas em toda a obra de Rachel. A romancista conferiu a Dôra uma sensível dimensão humana, quando a vemos vivendo, amando, sofrendo, como símbolo e imagem de nossa própria condição. São duas personalidades que fascinam - das Dores. Maria das Dores e o seu comandante. Aqui está o amor como liberdade. Liberdade é a paixão da obra de Rachel. 


Clarice Lispector

Clarice Lispector, (1920-1977) foi uma escritora e jornalista brasileira, de origem judia, foi reconhecida como uma das mais importantes escritoras do século XX. "A Hora da Estrela" foi seu último romance, publicado em vida.
Clarice Lispector (1920-1977) nasceu em Tchetchelnik, na Ucrânia, no dia 10 de dezembro de 1920. Filha de família de origem judaica, seu pai Pinkouss e sua mãe Mania Lispector emigraram para o Brasil em março de 1922, para a cidade de Maceió, Alagoas, onde morava Zaina, irmã de sua mãe. Nascida Haia Pinkhasovna Lispector, por iniciativa do seu pai todos mudam de nome e Haia passa a se chamar Clarice.
Em 1925 muda-se com a família para a cidade do Recife onde Clarice passa sua infância no Bairro da Boa Vista. Aprendeu a ler e escrever muito nova. Estudou inglês e francês e cresceu ouvindo o idioma dos seus pais o iídiche. 
Em 1937 muda-se com a família para o Rio de Janeiro, indo morar no Bairro da Tijuca. Ingressa no Colégio Sílvio Leite, onde era frequentadora assídua da biblioteca. Ingressa no curso de Direito. Com 19 anos publica seu primeiro conto "Triunfo" no semanário Pan. Em 1943 forma-se em Direito e casa-se com o amigo de turma Maury Gurgel Valente. Nesse mesmo ano estreou na literatura com o romance "Perto do Coração Selvagem", que retrata uma visão interiorizada do mundo da adolescência, e teve calorosa acolhida da crítica, recebendo o Prêmio Graça Aranha.
Clarice Lispector acompanha seu marido em viagens, na carreira de Diplomata do Ministério das Relações Exteriores. Em sua primeira viagem para Nápoles, Clarice trabalha como voluntária de assistente de enfermagem no hospital da Força Expedicionária Brasileira. Também morou na Inglaterra, Estados Unidos e Suíça, sempre acompanhando seu marido.
Em 1960 trabalha no Diário da Noite com a coluna Só Para Mulheres, e lança "Laços de Família", livro de contos, que recebe o Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro. Em 1961 publica "A Maçã no Escuro" pelo qual recebe o prêmio de melhor livro do ano em 1962.
Em 1967 publica crônicas no Jornal do Brasil e lança "O Mistério do Coelho Pensante". Passa a integrar o Conselho Consultivo do Instituto Nacional do Livro. Em 1969, já tinha perto de doze volumes publicados. Recebeu o prêmio do X Concurso Literário Nacional de Brasília.
A melhor prosa da autora se mostra nos contos de "Laços de Família" (1960) e de "A Legião Estrangeira" (1964). Em obras como "A Maçã no Escuro" (1961), "A Paixão Segundo G.H." (1961) e "Água-Viva" (1973), os personagens, alienados e em busca de um sentido para a vida, adquirem gradualmente consciência de si mesmos e aceitam seu lugar num universo arbitrário e eterno.
Clarice Lispector morreu no Rio de Janeiro, no dia 9 de dezembro de 1977. Seu corpo foi sepultado no cemitério Israelita do Caju.

Indicação de leitura

LISPECTOR, Clarice. A paixão segundo G. H. São Paulo: Rocco, único. 1998. 179 p. 

Romance original, desprovido das características próprias do gênero, A paixão segundo G.H. conta, através de um enredo banal, o pensar e o sentir de G.H., a protagonista-narradora que despede a empregada doméstica e decide fazer uma limpeza geral no quarto de serviço, que ela supõe imundo e repleto de inutilidades. Após recuperar-se da frustração de ter encontrado um quarto limpo e arrumado, G.H. depara-se com uma barata na porta do armário. Depois do susto, ela esmaga o inseto e decide provar seu interior branco, processando-se, então, uma revelação. G.H. sai de sua rotina civilizada e lança-se para fora do humano, reconstruindo-se a partir desse episódio. A protagonista vê sua condição de dona de casa e mãe como uma selvagem. Clarice escreve: “Provação significa que a vida está me provando. Mas provação significa também que estou provando. E provar pode ser transformar numa sede cada vez mais insaciável.”


Agatha Christie


Nascida Agatha Mary Clarissa Miller em Torquay, condado de Devonshire, Inglaterra, a 15 de setembro de 1890. Filha de uma casal tipicamente vitoriano, mesmo sendo o pai, Frederick Miller, americano, foi criada segundo a melhor tradição européia. Seus pais tudo fizeram para que ela seguisse uma carreira de cantora lírica ou pianista. Mas Agatha Christie preferia passar o tempo escrevendo poemas e contos.
Agatha Christie é, e sempre será, a Rainha do Crime. Soberana dos romances policiais, vendeu bilhões de livros pelo mundo e foi traduzida para 45 línguas, sendo ultrapassada em vendas somente pela Bíblia e por Shakespeare.

Indicação de leitura

CHRISTIE, Agatha. Assassinato no Expresso do Oriente. Rio de Janeiro: Record. 189 p.

A ação de assassinato no expresso do Oriente, um dos romances mais famosos de Agatha Christie, transcorre integralmente, no mais famoso dos trens, e serviu de argumento para um célebre filme, no qual todos os numerosos personagens da narração – quase não há personagens secundários, foram interpretados, algo muito pouco freqüente no cinema, por figuras de primeira. Ao se passar num trem, a sua apaixonante intriga é ao mesmo tempo concentrada e dinâmica porque se desenvolve sempre num mesmo lugar, que tem a particularidade de ser um lugar em movimento. Através desta longa viagem, o inefável e sedentário detetive belga Hércules Poirot goza da oportunidade de resolver um dos seus casos mais misteriosos, tendo ao seu alcance, sem necessidade de desolcar-se, tanto a vítima como todos os possíveis assassinatos.


Nora Roberts


Nora Roberts começou a escrever em 1979. Depois de várias rejeições, seu primeiro livro, Almas em chamas, foi publicado em 1981. Desde então, ela não parou mais. Sucesso em todo o mundo, Nora já escreveu mais de 200 livros, publicados em mais de 35 países e traduzidos para 25 idiomas. Seus títulos são presença constante na lista de mais vendidos do The New York Times.
Nora tem mais de 400 milhões de livros impressos e foi a primeira mulher a figurar no Romance Writers of America Hall of Fame. Também recebeu diversos prêmios por vários de seus livros, entre eles o Golden Medallion, da Romance Writers of America, o RITA e o Quill. O jornal The New Yorker já a chamou de “a romancista favorita dos Estados Unidos”.

Indicação de leitura

ROBERTS, Nora. Segredos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. único. 630 p.

Ela só precisa fechar os olhos para lembrar o dia em que Brian McAvoy entrou em sua vida. Uma criancinha assustada, na ocasião ela mal sabia que era sua filha, nem que o pai era o novo astro em ascensão do rock. Sabia apenas que se sentia segura quando estava com Brian, seus companheiros de banda e sua nova esposa. E, quando seu irmão caçula nasceu, Emma concluiu que era a garota mais sortuda do mundo... até a noite em que uma desastrada tentativa de seqüestro abalou a vida de todos... e destruiu a felicidade de Emma. Agora, entretanto, embora ainda seja atormentada por lembranças daquela fatídica noite, ela vai tocando a vida. Construiu uma fantástica carreira e até ousou ficar perdidamente apaixonada. Mas o homem que se tornará seu marido não é o que parecer ser. E Emma está prestes a despertar para a apavorante certeza de que o mais sinistro de todos os segredos é o que se encontra encravado no fundo de sua memória... um segredo em nome do qual alguém está disposto a ir às últimas conseqüências para que nunca seja revelado. 


J. K. Rowling

A escritora britânica Joanne Kathleen Rowling nasceu na cidade de Yate, nas proximidades de Bristol, na Inglaterra, em 31 de julho de 1965. Ela se tornaria célebre pela criação do bruxinho Harry Potter, que lhe renderia sete volumes de uma série premiada e aceita quase unanimemente pela crítica e pelo público.
Desde cedo a autora cultivava o gosto da leitura, e vários escritores despertaram na menina o desejo de ser uma escritora. Durante a infância ela nutria um amor incondicional por seus avós paternos, seus prediletos. Sua avó, Kathleen Ada Bulgen Rowling faleceu quando a garota tinha apenas 9 anos. Em sua homenagem, Joanne adota seu nome, representado pela letra ‘K’, para completar seu nome artístico – J.K. Rowling.

Indicação de leitura

ROWLING, J. K. Harry Potter e a câmara secreta. São Paulo: Rocco, 2000. 287 p.

Muitas histórias contribuem para que o leitor se encante com Harry Potter e a Câmara Secreta, onde ele vai reencontrar todos os pequenos heróis e amigos do livro anterior. Mas isto não será para sempre. J. K. Rowling, a autora da saga de Harry Potter, já avisou que até o sétimo livro da série, que promete ser o último, alguns personagens do bem vão morrer.A trama de Harry Potter e a Câmara Secreta começa com o pequeno feiticeiro passando as férias na casa de seus tios trouxas (não-bruxos) e sendo, como sempre, muito maltratado. Seu aniversário de 12 anos é o pior de todos: ninguém o cumprimenta, não ganha nenhum presente, nada.O garoto, órfão de pai e mãe, chega a cantar Parabéns pra você baixinho como se quisesse, ele próprio, provar que está vivo. Para piorar, os tios o prendem num quarto cercado de grades com direito a apenas uma refeição por dia - que ele divide com sua coruja, igualmente encarcerada numa gaiola.
De repente, aparece um carro voador com amigos feiticeiros que livram Harry Potter dessa amargura. Essa é apenas a primeira cena em que Joanne brinca com situações-limite. Todo o livro é permeado de quase-desgraças e é, por isso mesmo, quase impossível parar de ler.A empreitada, dessa vez, consiste em localizar uma câmara secreta e liquidar o monstro que está atacando estudantes do colégio Hogwarts, no qual os pequenos feiticeiros estudam magia e se divertem aprendendo, por exemplo, a transformar as plantas usando adubo de dragão.Para Harry, garoto sem família e rejeitado pelos tios, Hogwarts é tudo. Portanto, quando colegas, e até professores, começam a desconfiar que ele tem alguma participação nas tragédias que estão acontecendo no colégio, a situação fica mais complicada.Até Hermione, amiga querida de Potter, é atacada pelo monstro e se transforma numa estátua. Só resta ao nosso herói tentar resolver o mistério por conta própria.Mais uma vez, ele enfrenta o terrível bruxo das trevas e...
O final é surpreendente e muito divertido. 


Fonte: e-biografias

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...