Biblioteca da Faculdade CDL

Biblioteca da Faculdade CDL

O Blog da Biblioteca da Faculdade CDL é um espaço destinado à comunicação da Biblioteca com os alunos e professores, onde é possível fazer postagens e comentários relativos a assuntos que envolvam, de alguma forma, a Biblioteca e o ambiente acadêmico em geral. O objetivo do blog é informar, registrar momentos e incentivar o gosto pela leitura e pela escrita.

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Tem livro novo na área!

Recebemos um ótimo livro doado pela colaboradora da Faculdade CDL, Mirlene Conrado, voltado para área do comércio, "O Gerente de Vendas Pit Bull". O livro já pode ser tomado por empréstimo e é uma boa leitura para o período das férias. 

Ocupe seu tempo livre com uma leitura construtiva sobre a sua profissão. Mesmo se for acompanhar a Copa ou se estiver muito ocupado nesse período, não se preocupe! O livro é "fininho" e é muito bom para motivá-lo.

Este livro é leitura obrigatória para vendedores, supervisores de vendas, gerentes, diretores e empresários. O Gerente de Vendas Pit Bull é um livro para os vendedores exercitarem a integração e colherem benefícios de uma qualificada gestão de vendas, para gerentes de vendas aprimorarem o princípio da extração de talentos e o convívio da direção estratégia com a matilha. E, finalmente para diretores, presidentes e empresários definitivamente não ficarem órfãos e sem legenda de um capítulo da história que define o rumo das organizações.

 Biblioteca

Sumário de revista: Harvard Business Review Brasil



Confiram abaixo o sumário da última edição da Revista Harvard Business Review (Junho/2014), que já se encontra disponível na Biblioteca para leitura. Escolha a matéria de sua predileção. Aguardamos sua visita! 



8 Carta ao leitor

12 Radar
Produtividade
Gerencie o tempo coletivo de sua equipe Empresas que fazem da gestão do tempo um esforço de grupo elevam tanto a produtividade como o moral. MAIS Aquisições além-fronteiras podem proporcionar grandes ganhos em casa.

20 DEFENDA SEU ESTUDO
Quem chega antes bate quem é melhor Um novo estudo examina o papel que a vantagem do pioneirismo tem na adoção de um produto.

22 CAMPO DE VISÃO
A história dos primeiros gráficos, em três gráficos Eles foram inventados por um engenheiro escocês.

COLUNAS

24 RAYMOND EDWIN MABUS JR.
Para liderar uma organização grande e complexa, você deve começar com um foco estreito.

25 COMO EU FIZ
CEO da Zoetis conta como se preparou para o cargo Alaix fez um programa intensivo de 18 meses de tutoria e treinamento de comunicação como preparação para a IPO da empresa. Juan Ramón Alaix

30 A GRANDE IDEIA
Caça a talentos no século 21
Os negócios estão mudando muito rápido para prever quais competências os funcionários precisarão ter daqui a poucos anos. A questão agora não é quais habilidades eles têm, e sim se têm potencial para aprender outras. Claudio Fernández-Ardoz

40 HUMOR ESTRATÉGICO

68 Engajando médicos na revolução da saúde
Para trazer médicos relutantes a bordo, os líderes do setor precisam de uma nova abordagem de motivação. Thomas H. Lee e Toby Cosgrove

77 GLOBO Desbloqueando a riqueza em mercados rurais Lições de empresas que estão vendendo com sucesso para moradores rurais da índia. Mamta Kapur, Sanjay Dawar e Vineet R. Ahuja
Experiência

82 GESTÃO PESSOAL
Mulheres, encontrem sua voz Até as executivas, que em outras situações são dinâmicas, enfrentam dificuldades em reuniões. Veja como elas podem se fazer ouvir. Kathryn Heath, Jill Flynn e Mary Davis Holt

86 ESTUDO DE CASO
Opções de carreira quando a vida é curta
Diante de um diagnóstico devastador, um jovem contempla os caminhos que pode seguir e o que é mais importante para ele. Joshua D. Margolis e Amy Gallo

Biblioteca

quarta-feira, 18 de junho de 2014

A glória é fruto do trabalho






ARTIGO 18/06/2014

A frase que intitula esse artigo foi retirada da palestra que profere pelo Brasil o vitorioso ex-jogador de vôlei (hoje treinador) Giovane Gávio. Na mesma toada, outros ídolos do esporte servem como inspiração para empresários de todo o país. Os mais reconhecidos são Bernardinho, técnico da Seleção de vôlei, e Felipão, o “paizão” da atual Seleção Brasileira de Futebol.

O estilo de liderança desses três exemplos desportivos certamente difere. Enquanto Giovane é o “colega” de trabalho, Bernardinho representa a exigência implacável pelo resultado, e Felipão, o “paizão” que transforma a equipe em uma grande família. Apesar dessas diferenças, esses treinadores possuem características comuns. Para todos eles superação, disciplina, comprometimento, trabalho em equipe, inspiração e transpiração integram a fórmula da glória, da conquista dos objetivos traçados.

Esse foco certamente falta a muitos empreendedores, a muitas lideranças dentro das empresas. O medo, a limitação, a ausência de regras claras e a incapacidade de desenvolver “os atletas” liderados rumo às metas traçadas faz com que muitos empreendimentos fracassem ainda na primeira fase de existência.

Talvez a principal diferença entre líderes empresariais e líderes esportivos de destaque é que para os esportivos a possibilidade de perder inexiste, e esse desejo pela vitória se torna seu principal objetivo. A glória de ser o melhor, a glória de ser o maior, a glória de se igualar aos grandes nomes da história. Poucos no mundo empresarial sentem essa “fome”. A maioria dos líderes é aquilo que no esporte se costuma chamar de adversário “café com leite”, isto é, aquele que não tem talento nem força para ir longe.

O esporte é naturalmente motivacional; além disso, é dinâmico. Nas empresas, os líderes parecem esquecer essa necessidade de manter liderados motivados, de passar sua dinâmica para a equipe de modo que esta equipe reflita os valores e a força do líder. Lideranças ultrapassadas, seja no esporte seja nas empresas, costumam mecanizar os processos, esquecidas de que diante de si têm atletas que, se bem treinados, podem multiplicar muito suas capacidades. O dia a dia das empresas é o treino em que o liderado pode perceber a necessidade de vencer desafios em vez de sucumbir a eles. Líderes que são complacentes, medrosos ou que tomam decisões ruins não ganham campeonatos.

Líderes que repassam desafios para os liderados sem, no entanto, atrair estes liderados para a conquista pela equipe são hoje líderes ultrapassados. Jamais liderarão seleções, no máximo times medíocres que se equilibram na luta para não perder o emprego, para não fechar as portas, jamais chegando próximos ao brilho dos grandes.

E pensar que na maioria das vezes essa glória é mais fruto de determinação do que de algum talento muito especial. Apenas para relembrar: superação, disciplina, comprometimento, trabalho em equipe, inspiração. Essa é a fórmula para alcançar a glória no empreendedorismo nosso de cada dia.

Honório Pinheiro
contato@fcdlce.com.br
Presidente da Federação das CDLs


Como escolher um livro nas férias

As esperadas férias de julho estão chegando e com elas a oportunidade que todo leitor espera para dar espaço para aqueles livros que acabam ficando de lado devido ao fluxo de trabalho ou de leituras relativas e ele. Porém, as opções costumam ser tantas que acabamos perdidos no emaranhado de títulos que vemos nas vitrines das livrarias.
Para você que está em dúvida sobre seu próximo livro, aqui no blog há vários artigos com sugestões que eu garanto que você vai gostar. Veja:
Se ainda assim você não encontrar nada que lhe agrade, pode dar uma olhada nas listas de livros mais vendidos e também seguir as dicas abaixo:
  1. Faça uma lista de interesses. Você gosta de dragões, realismo, amor, ação, ou não-ficção? Para ler nas férias, escolha um livro baseando-se em seus interesses.
  2. Vá até uma biblioteca e peça ajuda ao bibliotecário. Existem muitos bibliotecários que conhecem muito sobre leitura e podem indicar bons livros para você. Explique a situação e fale de seus interesses.
  3. Converse com sua família. Peça ajuda a seus pais, tios ou irmãos na hora de escolher um livro. Muitas vezes perguntar para seu filho ou filha também irá ajudar. Os jovens têm lido cada vez mais. Lembre-se que as pessoas de sua família são os que melhor conhecem você.
  4. Pergunte a amigos, professores e vizinhos. Faça todo mundo saber que você está precisando de um bom livro para as férias. Eventualmente alguém lhe dará uma indicação que irá satisfazer aquele bichinho roedor de livros que mora em você.
  5. Pesquise em catálogos de livrarias on-line. Há diversos sites em que você pode comprar livros escolhendo entre milhares de opções.

Dicas adicionais

  • Não julgue um livro pela capa. Certamente é tentador, mas não o faça.
  • Audiobooks são uma boa alternativa para viagens de longa distância; dessa forma você pode carregar diversos livros sem ocupar espaço.
  • Não se preocupe se sair da livraria com uma montanha de livros; não há nada de errado em ser indeciso em relação à leitura.
  • Não desista. Se os últimos livros que leu o deixaram desapontado, tente outra vez e outra. Faz parte da natureza humana gostar da leitura — só precisamos encontrar os livros certos.
  • Haverá livros que você não vai gostar. Você COM CERTEZA vai terminar algumas leituras, ou várias, e sentir que perdeu tempo ali. No entanto, nunca permita que esse sentimento faça você deixar a leitura de lado.
André Augusto Gazola é formado em Letras, professor de Literatura e História da Arte, pós-graduando em Metodolodia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura e fundador do blog Lendo.org.É casado e mora em Bento Gonçalves-RS.

Fonte: Lendo.org

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Biblioteca em ritmo de Copa

As férias chegaram e a Copa também chegou, mas a Biblioteca continua aberta, esperando a sua visita. 




Um acervo bem diversificado para sua escolha. Dúvida por qual leitura iniciar? Em ritmo de Copa, escolha o livro pela cor da Bandeira do Brasil.

Vejam as nossas sugestões!








Biblioteca

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Comércio popular é opção para compras na Copa






TORCIDA

11.06.2014

Mesmo de última hora, é possível levar blusas e acessórios com as cores do Brasil por até R$ 30


Image-0-Artigo-1633235-1
O movimento de clientes aumentou nesta semana no Centro de Pequenos Negócios, conhecido como Beco da Poeira
FOTO: HELOSA ARAÚJO


Em época de Copa do Mundo, boa parte das pessoas se veste de verde e amarelo para torcer pelo Brasil. Muitos fortalezenses deixaram a compra de adereços para a última hora e movimentam os mercados populares. Com até R$ 30, é possível adquirir blusa, bandeira e outros acessórios com as cores do País.

O Centro de Pequenos Negócios (CNP), no Centro, conhecido como Beco da Poeira, está repleto de adereços que remetem à Seleção Brasileira. Além da decoração especial para o Mundial, a maioria das estantes exibe produtos relacionados ao evento.

Blusas, roupas infantis, bermudas, saias, vestidos, pulseiras, bandeiras, brincos, relógios, assessórios para cabelo, gorros e até chapéus temáticos são encontrados no CNP. Os preços das blusas variam de R$ 8 a R$ 15, enquanto uma buzina e um chapéu custam R$ 3 cada.

O vendedor Akaullysou Marques foi às compras para adquirir adereços para o Mundial. "Vim atrás de objetos relacionados à Copa do Mundo mesmo. Só aqui no Beco da Poeira, comprei blusa, bandeira, gorro, apito e buzina", conta.

Além de obter mercadorias para si, Marques também levou presentes. "Gastei uns R$150,00, mas levei presente para meu filho e sobrinhos, fora os outros produtos que comprei pra mim", afirma.

Demanda

De acordo com comerciantes do Beco da Poeira, a demanda aumentou consideravelmente da última semana para cá.

"Apesar de ser inesperada, a venda está boa agora. Até semana passada, não tinha quase ninguém comprando, acho que pelo medo das manifestações", opina o comerciante Francisco Péricles de Castro, conhecido como Pekin.

Ele tem em seu estande mais de dez modelos de blusas do Brasil diferentes, a camisa com preço mais baixo custa R$10,00. Pekim ainda conta que era possível encontrar modelos ainda mais em conta, entre R$5,00 e R$7,00, mas a venda dessas mercadorias foi bastante rápida.

A, também comerciante Maria de Fática Alves, tradicionalmente conhecida como Fatinha do Beco, vende apenas roupas femininas. Ela afirma que as mulheres também estão indo às compras. "Conseguimos aumentar o número de vendas, mas, ainda sim, não é o que esperávamos para esse período", diz.

Jogo de xadrez nas férias

Os alunos Júlio César Barros Lima e Rômulo de Araújo Soares, do Curso de Logística, disputaram hoje uma partida de xadrez.

Os alunos são entusiastas e admiradores do jogo de xadrez e estão torcendo pelo novo projeto da Faculdade que vem por aí.

Fiquem atentos!


Convidem um parceiro e compareçam à Biblioteca nas férias, para disputar uma partida.

Pratiquem o xadrez! Xadrez é lógica, estratégia e tática.

Biblioteca

Renovação antecipada de matrícula - Faculdade CDL

Aluno da Faculdade CDL, 


Excelente opção para renovação antecipada de matrícula: economia, tranquilidade e agilidade. Confira no banner abaixo.


Coordenação da Faculdade CDL

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Mecanizar para contribuir com a preservação ambiental


O Dia Mundial do Meio Ambiente é uma oportunidade para reflexões importantes. Como estamos contribuindo para a preservação do meio ambiente? Estamos fazendo a nossa parte como cidadãos ou profissionais? E como os mercados estão inseridos neste processo?

Os recursos hídricos e energéticos estão sempre no topo das discussões e das preocupações, dada a relevância desses temas para a manutenção do planeta, da vida humana e das atividades fabris e comerciais. No dia a dia, pequenos ou grandes cuidados, de fato, podem ajudar a reduzir o consumo desses bens, tão indispensáveis em quaisquer situações. 

As ocorrências naturais, não controladas pelo homem — a exemplo do excesso de chuvas nos estados do Norte e a estiagem no Sudeste , forçam as pessoas a reverem atitudes e comportamentos e a buscarem soluções que atendam às necessidades de todos sem privações. Isto vale para todos, independentemente da região onde vivem. A tecnologia é, nesse cenário, uma grande aliada.

Ao nos atermos às esferas profissionais, um fator em especial pode contribuir significativamente para a redução do consumo de água: a mecanização da limpeza. A utilização de máquinas especialmente desenvolvidas para facilitar a limpeza é uma prática que, direta ou indiretamente, proporciona diversas vantagens para a sociedade como um todo, seja no aspecto ambiental, como financeiro e humano.

São equipamentos como lavadoras de alta pressão, lavadoras automáticas de pisos, varredeiras, limpadoras a extração, aspiradores de pó e líquidos, entre outros, destinados à limpeza e higienização de áreas industriais, agropecuária, comerciais ou mesmo residenciais, que oferecem benefícios em vários aspectos.

A começar pela qualidade e alta eficiência do trabalho, que proporciona maior produtividade, uma vez que as máquinas retiram mais facilmente mesmo sujeiras incrustadas, e eleva a competitividade e a qualidade de vida dos trabalhadores, dos quais se exige menos esforço físico. Como consequência, registra-se a redução de custos, além do menor consumo de água e energia.

Vale lembrar que muitos dos equipamentos que utilizam água no processo de limpeza contribuem para economizar os recursos hídricos. Além disso, são projetados para reduzir o consumo de energia elétrica e de produtos químicos, resultando em impactos menores para o meio ambiente.

O sucesso da mecanização, porém, depende de alguns aspectos: equipamentos bem dimensionados, máquinas de qualidade garantida, operadores treinados, manutenção preventiva e corretiva, disponibilidade de assistência técnica e peças de reposição. A boa notícia é que o mercado conta com marcas reconhecidas e qualidade assegurada, que oferecem esse conjunto de fatores determinantes para o elevado desempenho do produto e incomensuráveis benefícios à sociedade e à natureza.

Por Antonio Luis Francisco
Diretor geral da JactoClean, referência nacional em equipamentos para serviços de limpeza. 



***

Hoje é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente e da Ecologia. Durante este ano a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), vem promovendo uma campanha que visa preservar o meio ambiente através de pequenas atitudes no seu dia a dia, que podem fazer diferença.

Periodicamente, a campanha Consciência Cidadã oferece dicas que propõe a conservação de recursos naturais a favor do meio ambiente. É importante estar atento a essas informações para que possamos mudar os nossos hábitos e ajudar o nosso planeta.




quarta-feira, 4 de junho de 2014

Pinheiro quer menos burocracia e mais capacitação


COMÉRCIO BRASILEIRO

04.06.2014


Entre as áreas que mais carecem de qualificação profissional estão gestão comercial, informática e idiomas

Honório Pinheiro concorre à presidência da CNDL. Para ele, o Ceará e o Nordeste têm exemplos que podem se expandir para outras regiões
FOTO: FABIANE DE PAULA

A burocracia excessiva e a falta de qualificação da mão de obra são os principais entraves para o desenvolvimento do comércio no Ceará e no Brasil, segundo o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL-CE), Honório Pinheiro. Para Pinheiro, a criação de novas escolas profissionalizantes no Estado, nos últimos anos, representou um avanço significativo para a capacitação da mão de obra local, mas ainda é preciso incrementar a educação daqueles que trabalham - ou começarão a trabalhar - no setor.

Entre as áreas em que a necessidade de capacitação se faz mais urgente, aponta, estão gestão comercial, informática e idiomas. "Nós tivemos realmente alguns avanços, mas hoje a burocracia e a qualificação são os maiores fatores (a serem superados)", frisa.

Pinheiro ressalta que o e-commerce tem um papel importante no desenvolvimento do comércio, em setores como vestuário e calçados. "Um dos grandes desafios hoje do comércio, em todo o País, é discutir a importância das lojas físicas e virtuais. Acredito que as lojas virtuais têm avançado bastante, mas elas também podem ser complementares em muitos pontos", ilustra.

Ritmo de crescimento

O presidente da FCDL-CE destaca que, apesar dos entraves, o comércio cearense tem mantido o ritmo de crescimento registrado nos últimos anos. Conforme dados do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), a expectativa, para este ano, é que o setor avance mais do que em 2013, devido a fatores como a realização da Copa do Mundo e ao incremento do volume de investimentos realizados pelo Governo do Estado.

O Instituto prevê a manutenção de taxas positivas de crescimento nos segmentos de combustíveis e lubrificantes, materiais de construção, tecidos, vestuário e calçados, além de recuperação nas vendas de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, sobretudo por conta do aumento da renda da população e da expansão do nível de emprego.

Em contrapartida, destaca levantamento do Ipece, é esperada retração nas vendas de móveis e queda ainda maior nas vendas de Veículos, motocicletas e peças e acessórios.

Ainda conforme o Ipece, desde 2005 - à exceção de 2008 -, o varejo cearense registrou taxas de crescimento sempre acima do desempenho nacional.

Presidência

Neste ano, Honório Pinheiro irá concorrer à presidência da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL). Para ele, o Ceará e o Nordeste têm bons exemplos de iniciativas que podem ser expandidas para outras regiões, a exemplo das centrais de negócios. "Outro exemplo é a faculdade que a CDL de Fortaleza construiu. É uma experiência única no Brasil e é uma escola com nota máxima do MEC (Ministério da Educação), que ajudado a melhorado o comércio", acrescenta.

Segundo Pinheiro, atualmente apenas três estados não apoiam sua candidatura - Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Bahia. As eleições para a presidência da CNDL acontecem em outubro próximo.


terça-feira, 3 de junho de 2014

Jogo de xadrez na Biblioteca


Os alunos do 3º semestre do Curso de Logística, João Paulo Cândido e Eduardo Urquiza  inauguraram o tabuleiro de xadrez com uma partida, depois que finalizaram a prova do dia.



O xadrez envolve lógica, estratégia e tática, aguça a concentração e a inteligência. O jogo ficará na Biblioteca à disposição dos alunos, professores e funcionários, conforme disponibilidade e conveniência de horário.



Biblioteca

Aluna recomenda leitura de livro

A aluna Lorena Amorim de Sousa, do Curso de Gestão Comercial, gosta de literatura e já leu alguns livros, dentre eles, ela destaca o que acabou de concluir, O Iluminado, que, segundo ela, "mostra o terror do mundo de Stephen King como nenhum outro". Lorena comentou a respeito para a Blogteca.
"O Iluminado, de Stephen King, é uma história que não deve ser contada para crianças. O espanto da história se encontra no fato em que Danny é uma criança de seis anos, que está no meio de uma trama aterrorizante com forças sobrenaturais. O que poderia fazer Danny para convencer seus pais de que seus 'poderes' são reais? E ainda mais, quando a última cartada foi posta em jogo para a família permanecer unida." 
Lorena Amorim Sousa
Curso de Gestão Comercial



Consultando nossos controles, além dos livros da bibliografia das disciplinas, resgatamos as outras leituras de lazer já efetuadas por Lorena, que totalizam sete com O Iluminado, número bem elevado, considerando o período de quatro meses (fevereiro a maio/2014), quando ela iniciou no primeiro semestre da Faculdade CDL.


Tanto sucesso levou O Iluminado para as telas do cinema, mas Lorena afirma que sempre prefere a leitura do livro ao filme de mesmo título.

Biblioteca

Sumário de revista: Harvard Business Review Brasil

Confira abaixo o sumário da última edição da Revista Harvard Business Review, que já se encontra disponível na Biblioteca para leitura. Escolha a matéria de sua predileção. Aguardamos sua visita!  

SUMÁRIO
8 Carta ao leitor
Radar
12 ESTRATÉGIA Faça o "freemium" funcionar
Oferecer funcionalidades básicas sem custo e cobrar por recursos premium é um modelo de negócios poderoso, mas desafiador. MAIS Chaves para descontos móveis eficazes e por que os algoritmos são melhores que os humanos na hora de contratar
20 CAMPO DE VISÃO
Sinais dos tempos História dos ícones presentes em nossos telefones e computadores
22 COMO EU FIZ A CEO da TJX fala como treinar compradores de primeira categoria Preparar uma nova geração de compradores é uma tarefa premente no momento em que empresa busca ampliar sua expansão global. Caro! Meyrowitz
A GRANDE IDEIA
26 Cuidado com a novidade do momento
É fácil deixar-se levar pelo glamour de uma ideia nova, mas nem toda inovação de gestão produzirá recompensas para sua empresa. Veja como encontrar o valor real por trás da badalação. Julian Birkinshaw
34 HUMOR ESTRATÉGICO
64 Como ser mais esperto que investidores ativistas
Seis formas de afastar — ou tirar proveito de —desafios de ativistas. Bi!! George e Jay W. Lorsch
EDIÇÃO BRASIL
72 Ecofinanças: reflexões sobre uma jornada transformacional É preciso reconstruir a confiança dos stakeholders e potencializar a criação de valor. Ana Paula P. Candeloro
80 GLOBO
No ponto médio: como empresas israelenses se globalizam
Pequenas companhias podem se tornar gigantes globais aproveitando as oportunidades que se encontram entre o que as multinacionais consideram atraente e o que as empresas locais acham viável. Jonathan Friedrich, Amit Noam e Elie Ofek
86 ESTUDO DE CASO
Uma empresa que depende de voluntários pode ganhar escala?
Companhia de jogos educacionais em busca de novos investidores revisita sua estratégia de talentos. Robert Sutton e Huggy Rao


Biblioteca

Sumário de revista: Você S/A

Confira abaixo o sumário da última edição da Revista Você S/A (Edição  nº192 - 2014), que já se encontra disponível na Biblioteca para leitura. Escolha a matéria de sua predileção. Aguardamos sua visita! 

SUMÁRIO
PARA VOCÊ
11 Trabalho de equipe
CARTAS
14 Elogios e críticas dos leitores
ONLINE
16 Confira as novidades do site
AGORA
21 NOTAS
Especializada em planilhas de Excel, a Amplix obriga as empresas a selecionar só os melhores analistas de dados
28 MULHERES
Ana Paula Antunes, diretora da Abbott no Brasil
30 CONVERSA DE CORREDOR Ford une brasileiros e estrangeiros
32 MUNDO Presidiários americanos têm aulas de negócios inovadores
36 HISTÓRIA INSPIRADORA Cego desde a infância, Marcos Lima quer tornar a Olimpíada de 2016 mais acessível
38 RETRATO DE CARREIRA Sergio Chaia volta ao mercado como VP da Symantec
40 DECISÃO DIFÍCIL O engenheiro Guilherme Ferrucci se demitiu para estudar inglês
MERCADO
44 OS CÉREBROS VOLTAM PARA CÁ
O centro brasileiro de pesquisa e tecnologia que repatria pesquisadores
50 A NORA DOS PROFISSIONAIS DE FINANÇAS O Brasil é o segundo país onde a área mais deverá contratar neste ano
54 0 TEMPO FECHOU A crise na Petrobras provoca demissões e prejudica salários
58 OS CHEFS QUEREM MAIS Eles trocam a cozinha de bares e restaurantes pelas empresas CARREIRA
64 PROGRAMADOS NO NASCIMENTO
Pais, mães e irmãos têm papel fundamental nas escolhas de carreira
72 12 REGRAS PARA CONTRATAR UM COACH
As estratégias para encontrar um orientador
74 FRACASSE MELHOR
A jornalista Megan McArdle explica por que falhar é o caminho para o sucesso
76 COMO PROCURAR TRABALHO DURANTE O EXPEDIENTE
Mudar de emprego sem se demitir rende bons aumentos salariais
78 0 NOVO EMPREGO DESAPONTOU?
O que fazer quando o trabalho dos sonhos é uma grande decepção
DINHEIRO
82 QUANDO A SAÚDE PAGA A CONTA
O endividamento crônico também pode levar a doenças graves
86 DINHEIRO PERDIDO?
Saiba se vale reivindicar a compensação de perdas de inflação do FGTS
ESPECIAL GUIA VOCÊ S/A 113 AS MELHORES EMPRESAS PARA COMEÇAR A CARREIRA
Conheça as 35 melhores companhias para um Jovem começar a trajetória profissional
ARTIGOS
90 O PRESIDENTE CRIATIVO Por Gil Giardelli
91 CRÉDITO COM CONSCIÊNCIA Por Samy Dana
92 ENTRE O PRIMEIRO E O CAÇULA Por Luiz Carlos Cabrera
93 SEJA UMA BOA COMPANHIA Por Célia Leão
94 0 TRIVIAL IMPORTANTE Por Eugênio Mussak
98 E AÍ, GERAÇÃO Y?
Saiba como os jovens transformam as relações, os processos e a gestão nas empresas que ouvem o que eles dizem

Biblioteca

Sumário de revista: VendaMais

Confira abaixo o sumário da última edição da Revista Venda Mais (Edição  nº241 - 2014), que já se encontra disponível na Biblioteca para leitura. Escolha a matéria de sua predileção. Aguardamos sua visita!  

SUMÁRIO
06 EDITORIAL
10 prioridades dos líderes de equipes comerciais de Alta Performance
09 RESERVADO PARA VOCÊ
O que os leitores dizem sobre a Venda-Mais
10 ENTRE NÓS
Onde estivemos, novidades e lançamentos
12 ON-LINE
Ideias e iniciativas criativas
14 MANUAL DO VENDEDOR
Dicas rápidas para você vender mais
16 ENTREVISTA
O superlíder Edson Brasil fala dos desafios e do sucesso de gerir a mudança de cultura em uma companhia
20 PLANEJAMENTO
Devemos tratar todos os clientes da mesma forma?
22 SUPERVENDEDOR
Moacir Berttoglio desenvolveu um método próprio de venda e, hoje, chega a bater 122% de sua meta mensal na Gazin, empresa na qual trabalha desde 2006
24 ATITUDE
Surpreenda seu cliente!
26 PREPARAÇÃO
A arte das boas perguntas para negociar e vender mais e melhor
28 GIGANTES DAS VENDAS Negativismo em vendas
30 EXCELÊNCIA
Você acredita em excelência?
32 DECÁLOGO
Integrar para entregar. O que você e sua empresa têm feito para agregar valor para seu cliente?
34 NO EXTERIOR
Luciano Santos quase triplicou o faturamento de uma atração turística em Londres. O que ele tem a nos ensinar?
36 CAPA
Você é um líder sabotador? Sem saber, você pode ser o maior sabotador de sua equipe. O líder deve ser um facilitador, e não um inibidor de desempenho.
46 GESTÃO
Faça sua parte e não a do outro
48 OPINIÃO Sabotagens da vida real
51 SUCESSO EM VENDAS
Mudando de receptivo para um vendedor ativo
52 RECRUTAMENTO & SELEÇÃO
40 Perguntas poderosas para o Recrutamento de Vendedores
60 CARREIRA
Crônica do sucesso anunciado
62 GESTÃO EM VENDAS
O alto custo do desalinhamento
64 PERFORMANCE
A diferença entre bons vendedores e super vendedores
66 ATÉ MAIS
10 passos para começar na próxima semana
67 RALPH MARSTON
Pare um pouco para reparar, considerar, compreender e apreciar as pessoas à sua volta

Biblioteca

Superação é ensinar superação. Você sabe?

Por José Luiz Tejon Megido, publicitário, jornalista, autor e co-autor de 28 livros, como "O Voo do cisne" e "O Código da Superação". É presidente da TCA Internacional, com parcerias na Europa, Estados Unidos, China e Israel. - 02/06/2014


Aprender superação considero coisa normal da missão do gene. Dada uma circunstância, a mudança, a inteligência humana nos dota do poder de adaptação em velocidade. Superar catástrofes assunto mais óbvio ainda. Sob forte trauma, ou situação catastrófica entramos num “point of no return” (ponto sem volta), então ou superamos ou perecemos.
Bem, o drama humano é que nem todos conseguem ser bem sucedidos tanto nas situações pós-catastróficas, quanto naquelas onde as mudanças não são percebidas e ficamos dominados pela anestesia das “zonas de conforto” ou pelo poder das distrações fora do foco daquilo que importa e nos orienta na inexorável lei das mudanças.
O ser humano como animal adaptado termina por ver normal conviver com as mais poderosas desgraças não acidentais, mas aquelas definidas por ambição da maldade, residindo aí a causa suprema de todas as infelicidades.
Dessa forma aprender a superar não é tão importante quanto saber ensinar a superar. Superação pode ser ensinada desde crianças recém nascidas, e ao longo de toda a vida por quem não se deslumbra mais com os feitos deste ou daquele, ao superar isto ou aquilo. Trata a superação com normalidade. Mas busca a fórmula para ensinar. Essa fórmula tem cinco pontas e forma uma estrela de cinco pontas:
1 – Sacrifício, condição normal da vida no universo.
2 – Transformação, arte que transforma o obstáculo em aliado.
3 – Afetividade, amor e amizade como ingredientes meio da fórmula.
4 – Riqueza, que se traduz no aprendizado da sabedoria e, mesmo, de riquezas patrimoniais e materiais.
5 – Transmissão, como passamos o legado adiante, incluindo a sabedoria e os bens acumulados.
Start – basta começar, a vida será sempre a mestra, a maestra, a mãe, a madrasta, e a avó, ao final, generosa e sábia, se não a negarmos e a tratarmos com respeito.

Fonte: Exame

segunda-feira, 2 de junho de 2014

6 dicas para montar o currículo infalível

Saiba onde colocar as informações mais relevantes, o que realçar para chamar a atenção do recrutador e quais itens deixar de fora.

  

A importância do currículo não é segredo para ninguém: é por ele que o recrutador tem o primeiro contato com o candidato e, dependendo do seu conteúdo, pode ou não ser chamado para a próxima etapa do processo seletivo. A vantagem do CV em relação aos formulários em sites de emprego ou consultorias de RH, é que o candidato escolhe as informações que irá ou não citar e, assim, destacar seus pontos fortes. “Você pode decidir quais competências específicas e realizações destacar ou omitir”, explica o psicólogo e coach americano Rob Yeung, no livro Devo dizer a verdade? – E outras 99 perguntas sobre como se sair bem em entrevistas de emprego.

Segundo Yeung, que além de coach também é palestrante internacional especializado em aconselhamento profissional, não existe uma definição de currículo perfeito. Isso porque cada oportunidade de emprego exige um currículo diferente e cada detalhe nesse pedaço de papel deve ser pensado para um objetivo definido. Para não perder pontos com erros triviais, confira abaixo seis dicas essenciais de Yeung para montar um CV infalível!

 
Novela das nove – A metade da primeira página do currículo é como uma propaganda de horário nobre. É nesse espaço que você deve citar suas principais conquistas e melhores habilidades. Essa tática faz com que o recrutador veja de cara as informações mais importantes, chamando sua atenção para o que você tem de melhor para oferecer a empresa.
Menos é mais – Essa dica não é novidade, mas vale a pena ressaltar. Quando um currículo tem mais de duas páginas, o recrutador entende que o candidato não foi capaz de priorizar as informações mais importantes. Já que você não quer se passar por prolixo, limite seu CV a menos de duas páginas.
Realce – Os recursos de negrito e caixa alta não existem por acaso. Use e abuse deles para destacar palavras-chave ou frases importantes, como por exemplo, a sua formação ou a área em que você tem mais tempo de experiência. Assim, se o recrutador estiver procurando essa informação, com certeza não passará despercebida.
Seja básico – É claro que existem exceções, mas de modo geral, é preferível fugir dos papéis perfumados ou coloridos, fotos em anexo e outros documentos anexados. Esses apetrechos vão chamar a atenção do recrutador, mas pelos motivos errados.
Na medida – Na dúvida, é melhor ser sucinto. No início do currículo, inclua apenas seu nome, endereço, telefones e e-mail profissional (nada de gatinho@querovc.com.br). Dispense informações como idade, estado civil e número de filhos.
O que não colocar – O currículo funciona como um documento de venda para impulsionar você no mercado de trabalho. É como uma propaganda, por isso, nesse primeiro contato com o recrutador, não é preciso incluir demissões e rebaixamentos, condenações criminais, problemas financeiros, doenças no passado, incapacidades que não o impeçam de realizar o trabalho ou problemas anteriores com abuso de substâncias.

9 formas de fazer um bom marketing do seu restaurante


Usar o ambiente para passar mensagens e focar no diferencial são algumas das dicas importantes
Por Rafael Farias Teixeira - 29/05/2014




“Muitas vezes, o empresário do setor de alimentação tem uma visão muito pragmática do negócio e não percebe quando está fazendo marketing e comunicação”, afirma Márcio Martinelli, 55 anos, cofundador da agência Bluebox.

Mas para ter uma estratégia de sucesso, o empreendedor tem de ficar consciente das diferentes possibilidades para divulgar seu restaurante ou rede. Com anos de experiência, Martinelli trabalha com diferentes marcas desse setor, incluindo o Grupo IMC, responsável por grandes redes como Viena e por trazer nomes como Red Lobster e Olive Garden para o Brasil.

Antes disso, Martinelli trabalhou por muito tempo com o McDonald’s, líder do mercado. O especialista conversou com Pequenas Empresas & Grandes Negócios sobre como um empreendedor pode fazer um marketing mais eficiente do seu restaurante ou rede. Confira as dicas abaixo:

1. Use o diferencial como o motor da sua divulgação
Antes de fazer qualquer coisa, saiba o que diferencia seu restaurante de todos os outros que existem no mercado, o que o torna único – nada de escolher aspectos genéricos como “atendimento diferenciado”, “qualidade da comida”, afinal essas coisas não passam de obrigações da empresa. “Tem de ser elementos que façam o público identificar sua empresa logo de cara”, afirma Martinelli.
saiba mais
 
 2. De olho nos detalhes
O mercado de alimentação tem um grande leque de oportunidades para fazer marketing, por isso você não poder perder nenhuma oportunidade de divulgar sua marca. “Cuide de cada detalhe observando todos os aspectos dos produtos, serviços, preços, merchandising, instalações, equipamentos”, diz o fundador da Bluebox. Para não se esquecer de nada, faça uma lista para saber se tudo está em ordem. E todos esses elementos devem conversar entre si e com seu cliente. No fim, analise os resultados de cada um desses aspectos.

3. Pense nos ícones
Fique de olho na mensagem que cada símbolo escolhido para seu restaurante passa para seus clientes, mesmo que inconscientemente. Reflita sobre como eles combinam ou não com a proposta e missão do seu negócio e com o público com quem você quer atingir.

4. Funcionários são embaixadores da sua marca
Os funcionários são os primeiros embaixadores e representantes da sua marca, portanto o treinamento é muito importante. Eles precisam conhecer sua empresa tão bem quanto você, isso ajudará a conquistar a confiança e fidelizar os clientes. Também é uma forte mensagem sobre como sua empresa lida com seu time e demonstra cuidado e preocupação tanto com os funcionários quanto os clientes.

5. Seus clientes são de casa

O tratamento personalizado é algo importante para cativar seus clientes. Fuja da impessoalidade, tente se lembrar de clientes recorrentes e demonstre isso. Aproximar-se do cliente – de forma respeitosa e não invasiva – é uma ótima maneira de fidelizá-lo.

6. Eleja seu boi de piranha
Segundo Martinelli, ele é o produto que atrai as pessoas, vendido com baixa margem de lucro ou até mesmo com prejuízo. Ele acabará levando as pessoas a consumir outras coisas que vão aumentar o ticket médio. Ele atrai, mas manter o cliente dentro do restaurante é papel da equipe.

7. Transforme produtos e acessórios em mídias valiosas e eficientes
O cardápio é um veículo de comunicação, assim como podem ser os guardanapos, as embalagens dos produtos e os veículos da frota. E como são mídias de sua propriedade você não precisa pagar nada pela veiculação.

8. Sempre divulgue as novidades

A marca tem um ciclo de vida e precisa se renovar para continuar relevante. Ela precisa deixar claro quais são as mudanças: no cardápio, no layout das lojas, nos preços, em novos serviços. E não precisa ser nada custoso. Um garçom pode fazer isso com facilidade e educação. Avisos nos cardápios ou dentro do próprio restaurante também funcionam (confira novamente a dica 7).

9. Confete é bom para a empresa
“Jogar confete na gente mesmo é visto como algo egocêntrico, mas em outros países isso é muito comum”, afirma Martinelli. Saiba se empolgar pelas coisas boas realizadas pela sua rede ou restaurante para transmitir isso para seus consumidores. Mas seja realista, nada de se valorizar por coisas que não fez ou que não são verdade.

Fonte: PEGN 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...