Biblioteca da Faculdade CDL

Biblioteca da Faculdade CDL

O Blog da Biblioteca da Faculdade CDL é um espaço destinado à comunicação da Biblioteca com os alunos e professores, onde é possível fazer postagens e comentários relativos a assuntos que envolvam, de alguma forma, a Biblioteca e o ambiente acadêmico em geral. O objetivo do blog é informar, registrar momentos e incentivar o gosto pela leitura e pela escrita.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Coral da Luz faz sua despedida

Cidade
Diário do Nordeste
 
Hotel Excelcior
23.12.2011


Desde 25 de novembro, as crianças do Coral da Luz realizam apresentação e emocionam o público
FOTO: KID JÚNIOR


A apresentação de 170 crianças, por meio das canções natalinas, faz parte do projeto Ceará Natal de Luz

Hoje, será a última apresentação do Coral da Luz, no Hotel Excelsior, na Praça do Ferreira, com uma solenidade de encerramento e também com a divulgação dos vencedores do concurso de decoração natalina.

 
Ontem, a Sefaz inaugurou a sua decoração de Natal
FOTO: KID JÚNIOR




Contudo, o Centro da Cidade continuará iluminado. Ontem, a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz) inaugurou a sua decoração de Natal. Os enfeites, organizados no prédio tombado em 1968, são considerados alguns dos mais bonitos de Fortaleza.

Depois de passar a tarde inteira fazendo as últimas compras para o Natal, em meio a lotação típica de dezembro nas lojas do Centro de Fortaleza, a dona de casa Eduarda Vidal da Silva, 23, quis descansar. Ali mesmo, na Praça do Ferreira, conseguiu relaxar, depois de assistir a penúltima apresentação do Coral.

Pela primeira vez contemplando o espetáculo, a fortalezense diz que ficou emocionada ao ouvir as vozes das 170 crianças que cantam das janelas do prédio. "Hoje em dia, para muitos, o Natal não tem mais sentido. Esse lindo coral ajuda a acender a chama do Natal em nossos corações e traz a importância do nascimento de Jesus", fala.

Enquanto as meninas e os meninos do coral cantam e dançam, o público, atento às tradicionais canções natalinas, registra o momento com celulares e câmeras digitais. O empresário Antônio Gomes de Alcântara, 54, por exemplo, levou a neta Maria Eduarda, 4, para assistir a apresentação, que já está gravada na memória e também no aparelho eletrônico.

O público é diversificado, mas as crianças se destacam entre a multidão. "É muito legal, fiquei encantada com a apresentação do coral", comenta a estudante Emilly Teixeira, 11, revelando que aproveitou o clima natalino para pedir um presente ao Papai Noel. "Quero ganhar uma boneca Barbie", diz.

Já o recepcionista Eduardo Vidal da Silva, 23, quer apenas paz e saúde neste Natal. Antes de ir trabalhar em um hotel a poucas ruas da Praça do Ferreira, resolveu assistir ao coral das crianças. "É muito bom sentir esse clima de alegria, paz e harmonia. Gosto das canções natalinas, porque tira o estresse e, assim, a gente vai para o trabalho mais leve", comenta Eduardo.

Hoje, no encerramento, às 19 horas, a Banda do Corpo de Bombeiros se apresenta no palco principal da Praça. O espaço ainda abriga uma feira de artesanato, presépio natalino, a casa do Papai Noel e um posto de troca de mudas por garrafas plásticas.

A premiação do concurso acontece por categoria (shoppings, lojas, residências, condomínios) e categoria especial (escolas, praças e ruas).

Decoração artesanal

Em Fortaleza, o Ceará Natal de Luz deste ano foi aberto no dia 25 de novembro. O tema desta edição foi o fuxico. Vários outros locais da cidade foram enfeitados com árvores de natal feitas de redes de dormir. A fachada do Cine São Luiz também foi contemplada com o projeto, recebendo uma peça metálica com iluminação LED que lembra uma enorme "colcha de fuxico". As avenidas Beira-Mar e Monsenhor Tabosa, o aterro da Praia de Iracema e a Praça José de Alencar estão entre os outros locais que receberam decorações.

O Ceará Natal de Luz é uma realização da Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL) e conta com o apoio do Sistema Verdes Mares.

RAONE SARAIVA
ESPECIAL PARA CIDADE

Publicado originalmente em: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1086838

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Entrevista com leitor da Biblioteca

Jair Araujo Nojosa, aluno do Curso de Gestão Comercial, também é um leitor assíduo da Biblioteca, que se encanta com as obras literárias e sempre tem tempo para se dedicar a essas leituras. Para ele, o ato de ler, além de enriquecer a cultura e o conhecimento, é prazeroso e relaxante.

A Biblioteca chegou junto e ouviu o leitor Jair.




Biblioteca - Qual sua preferência de leitura?
Jair - Como vocês já devem ter percebido é literatura. Romances, contos e autores como Érico Veríssimo e José de Alencar.

Biblioteca - Como você organiza seu tempo entre as leituras acadêmicas e as de lazer?
Jair - Leio mais à noite. Quando chego em casa, depois de tomar um banho e relaxar leio cerca de 1 hora.

Biblioteca - Você já pensou na próxima leitura?
Jair - Não. Inclusive vim aqui para dar uma olhada nos livros.

Biblioteca - Você acompanha a divulgação das novidades do acervo da Biblioteca?
Jair - Sim. Leio o e-mail, que vem um breve histórico de cada livro e se me agradar, venho até a biblioteca pegá-lo.

Biblioteca - Entre os livros citados qual o que você mais gostou? Por quê?



Jair - Iracema, de José de Alencar, pois se trata de uma história local, que retrata a origem da Cidade.




sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Produção Acadêmica do Curso de Logística: Warehouse Management System - WMS (Sistema de Gerenciamento de Armazéns)


CURSO DE GRADUÇÃO TECNOLÓGICA EM LOGÍSTICA


Disciplina: TI Aplicada à Logística


2º Semestre


Alexandre Monteiro Pereira
 Ana Rodrigues da Silva
Elayne Cristina Marques Barreto



WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM - WMS
(SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉNS)



Artigo solicitado pelo Professor Giovani Nogueira de Lima apresentado ao Curso de Gestão de Logística da Faculdade CDL, como composição das atividades referentes à nota de AP2 da Disciplina de TI Aplicada à Logística.

Orientador: Professor Giovani Nogueira de Lima



1 INTRODUÇÃO


Segundo Gomes e Ribeiro, (2004), logística é o processo de gerenciar estrategicamente a aquisição, movimentação e armazenamento de materiais, peças e produtos acabados, sua distribuição, pela organização e pelos seus canais de Marketing de modo a poder maximizar as lucratividades presentes e futuras por meio de atendimento dos pedidos a baixo custo.

A logística forneceu o diferencial competitivo que as empresas precisavam para manter-se em um mercado globalizado, de forma a satisfazer o cliente, tendo em vista o aumento do lucro. E para dar suporte a todas essas mudanças e tornar possível que as atividades de logística sejam administradas de maneira correta, tornou-se necessária a utilização de sistemas de informação logísticos ou então de gerenciamento da cadeia de suprimentos, que juntos com equipamentos e estrutura da empresa, tornam-se tecnologia da informação aplicada à logística.

Os sistemas informatizados de controle de estoque, até os anos 70, possuíam apenas a habilidade de controlar as operações de entrada e saída e a respectiva baixa de tais movimentações. Os sistemas de controle de endereçamento, daí em diante, passaram a preocupar-se com a localização do produto dentro do depósito. Esta transformação proporcionou o uso mais intensivo do conceito de armazenagem, onde as mercadorias deixaram de ter locais fixos de armazenagem e passaram a ser estocadas em qualquer local do depósito, uma vez que, os locais passavam a ter uma identificação, devidamente cadastrada e controlada pelo sistema.

Os sistemas de endereçamento fizeram com que o trabalho de estocar e retirar mercadorias dos estoques pudesse ser feito por qualquer funcionário do depósito, não precisando que esse funcionário tivesse conhecimento do produto e saber onde ele estava armazenado. Esses sistemas de endereçamento evoluíram muito, daquela época para cá, e hoje constituem o aplicativo que chamamos de WMS (Warehouse Management System), ou Sistema de Gerenciamento de Armazéns. Os sistemas de WMS são responsáveis pelo gerenciamento da operação do dia-a-dia de um armazém. Veremos a seguir as principais características e a importância desse sistema, dentro de uma empresa.


2 A IMPORTÂNCIA DA ARMAZENAGEM NA LOGÍSTICA


Antes de falar dos sistemas WMS, responsáveis pelo gerenciamento de um armazém, faz-se necessário falar um pouco da importância da armazenagem na logística.

Antes o conceito de ocupação física se concentrava mais na área do que na altura. O espaço que era reservado à armazenagem era sempre o local menos qualificado. Com o tempo, essa má utilização do espaço tornou-se antieconômico. Guardar a mercadoria com todo cuidado possível, não era mais suficiente. Tornar mais eficaz e menos dispendioso a altura ocupada foi à solução encontrada para diminuir o espaço e guardar maior quantidade de material.

A armazenagem dos materiais tornou-se de grande importância na conquista de maiores lucros. Como na área de suprimento é necessário ter um sistema de armazenagem racional de matérias-primas e insumos, armazenagem agrega valor ao sistema logístico.

Segundo Banzato (1998), a armazenagem, uma das atividades dentro de uma cadeia de suprimentos, exige muito mais do que simples procedimentos automatizados, ela necessita de sistemas de informação que possam tomar decisões rápidas e inteligentes. A rentabilidade das empresas também é afetada diretamente pela eficiência de seu processo de armazenagem, logo as melhores práticas devem ser praticadas.

O WMS (Warehouse Management System) ou Sistema de Gerenciamento de Armazéns é uma parte dos Sistemas de Informação voltados à Armazenagem, que garantem qualidade e velocidade de informações, tornando mais eficaz e otimizando a Logística de Armazenagem.


3 WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM - WMS (SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉNS)


Gerenciar e administrar os produtos que são armazenados em Centros de Distribuição (CD) têm sido uma das etapas críticas da distribuição física. O Warehouse Management System (WMS), um sistema que gerencia as operações de CDs, busca atender as necessidades inerentes dessas operações. E quando atua integrado ao sistema de gestão (Enterprise Resource Planning - ERP) permite ter informações sobre produtos, clientes, filiais, pedidos e definição de rotas. Muitas empresas adotam estes sistemas com o objetivo de aprimorar as operações logísticas e gerenciamento do CD. Vem ocorrendo uma série de implantações do WMS em diversos segmentos empresariais. Esse sistema de gerenciamento de informações que controla eletronicamente as operações em áreas de armazenagem reduz o nível de intervenção humana no processo, o que elimina erros e agiliza os procedimentos.

A tecnologia da informação nos oferece através da integração de uma solução WMS (Warehouse Management System) com um sistema de radiofreqüência, a informação em tempo real. É uma parte importante da cadeia de suprimentos, fornece a rotação dirigida de estoques, direção inteligentes de separação e preparação de pedidos, consolidação automática e cross-docking, maximizando o espaço dos armazéns, que é muito valioso.

Um WMS operacional faz com que a empresa dependa menos das pessoas, já que o sistema tem inteligência para operar. O objetivo ao adquirir esse sistema, é o gerenciamento operacional de todas as atividades relacionadas com a armazenagem como estoque, recebimento de materias, separação de pedidos, transferências de estoque, etc.


4 A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO


Dispor de tecnologia de informação mais rápida a um custo mais baixo está transformando a informatização do armazém num processo comum. No conceito da armazenagem inteligente, é a otimização do desempenho que está sendo encarado como um meio de sobrevivência. É um conceito inovador que o armazém de sucesso ou o gerente de distribuição deve aproveitar para o contínuo sucesso e crescimento da empresa.

Um sistema de gerenciamento é o canal pelo qual uma empresa gerencia suas operações. Os objetivos fundamentais de tal sistema, seja manual ou informatizado, são:

1 – Reconhecer e coordenar o trabalho que precisa ser feito;
2 – Dar uma direção ao trabalho para maximizar o desempenho;
3 – Informar a situação do trabalho que precisa ser (ou foi) realizado.

O WMS – Warehouse Management System é a integração da tecnologia de identificação (coleta de dados), equipamentos de comunicação hardware e software voltado ao armazém. Os níveis de requinte do WMS podem variar de simples metodologias de controle da localização do estoque a sistemas que realmente controlam o espaço, mão-de-obra e os equipamentos no armazém.

Um WMS executa várias rotinas, que são listadas a seguir:

1 - O WMS encontra a localização exata de cada item dentro do depósito e determina como eles serão recolhidos no menor tempo possível;
2 - Coloca os pedidos de modo rápido e acurado no armazém, melhora o desempenho do sistema corporativo (ERP) quanto ao planejamento do atendimento;
3 - As instruções são transmitidas aos aparelhos sem fio dos funcionários, por radiofreqüência;
4 - O funcionário separa o material que está registrado no seu coletor de dados, utilizando, para tanto, um equipamento de movimentação (transpallet, empilhadeira). Tudo é levado para a área de carregamento e, em seguida, colocado dentro do caminhão.


4.1 Objetivo


A estratégia de sistemas de informação do armazém tem como objetivo oferecer informação de qualidade, da qual o WMS é um elemento chave para o sucesso. A informação de qualidade é o alicerce para o sucesso das operações de armazenagem. Decisões de qualidade só podem ser tomadas, com informação de qualidade. Na verdade, a principal razão para um WMS é o aumento da precisão da informação em vez da redução da mão-de-obra e estoques. Sem um alto nível de precisão da informação, a redução da mão-de-obra ou estoque não pode acontecer sem afetar adversamente outras áreas de operação. Portanto o WMS automatiza todas as operações de um armazém, disponibilizando mecanismos que permitam aumentar a precisão das informações de estoque, a velocidade, a qualidade das operações do centro de distribuição e a produtividade do pessoal e dos equipamentos do depósito.


4.2 Avaliando a Implantação do WMS


Mesmo cientes da importância dos sistemas de gerenciamento de armazéns, ainda assim, existem empresas que não investem suficiente tempo, pessoas ou dinheiro para descobrir o sistema de gerenciamento de armazém que seja mais adequado à sua operação. Custa mais e leva mais tempo, porém assumir uma abordagem estruturada para analisar e selecionar um WMS vai compensar ao longo tempo.

O WMS é tão importante quanto o gerenciamento de todo o processo de implementação dele. Um erro cometido nessa fase fará com que todo o processo de armazenagem seja deficiente. 

Na implementação do sistema faz-se necessário uma análise minuciosa das necessidades operacionais e funcionalidade para o futuro WMS, verificando se as soluções existentes no mercado atendem a estas necessidades e qual é a melhor solução.

Para que o processo evolua de maneira adequada em todos os aspectos relacionados a prazos, atividades, custos, comunicação, aquisição e qualidade, entre outros, é de suma importância os métodos adequados para implementação e gerenciar todo o processo.

Portanto, o processo de implementação deve considerar um plano estruturado que garanta, passo a passo, o sucesso do projeto WMS. 


4.3 Treinamento na Implementação do WMS


Sem dúvida o WMS permite a obtenção de ganhos de níveis de serviço oferecidos ao cliente, bem como ganhos de eficiência das atividades ligadas à armazenagem de materiais. O WMS aperfeiçoa os processos que compõem as atividades.

Na verdade o que gera retorno para o investimento em soluções WMS e o que traz benefícios é a maneira como essa tecnologia é utilizada. O valor da tecnologia da informação depende da qualidade dos dados, da informação e sua importância para a estratégia do armazém e dos serviços que o mesmo quer prestar aos seus clientes.

Tem que haver uma adequada qualificação e desenvolvimento de pessoas, senão, todo o investimento em tecnologia será inútil.

Levando em conta que o WMS é relativamente novo no mercado, o conhecimento existente em uma empresa sobre essa solução é muito reduzido. Para formar uma base que sustente o bom desempenho do WMS na empresa, faz-se necessário que se invista em treinamento, que poderá propiciar as pessoas treinadas conhecimento e habilidades. Por isso o treinamento deve ser considerado durante a implementação do sistema. 

O treinamento vai proporcionar plena utilização dos recursos humanos, recursos de materiais e recursos financeiros envolvidos na armazenagem de materiais. 


5 CONCLUSÃO 


Em razão da importância da logística no atual ambiente de negócios e do relevante papel da gestão da armazenagem neste contexto, observamos a importância de software como o WMS (Warehouse Management System - sistema de gerenciamento de armazém), como recurso fundamental para o alcance de um eficiente e eficaz processo de armazenagem.

O principal objetivo desse software – WMS - é melhorar a operacionalidade de um armazém, almoxarifado, centro de distribuição ou qualquer processo de armazenagem necessário na cadeia de abastecimento, através do eficiente gerenciamento de informações e de recursos operacionais.

A informação correta e no tempo certo e o gerenciamento na implementação do sistema, também é de vital importância. Investir suficiente tempo, pessoas ou dinheiro para descobrir o sistema de gerenciamento de armazém que seja mais adequado à sua operação, investir em treinamento, tudo é necessário da implementação do WMS.

Portanto, concluímos que o WMS quando bem utilizado alcança os objetivos traçados pelas empresas, promovendo melhorias no processo de armazenagem. Sua implementação exige um planejamento detalhado e um compromisso com o treinamento e desenvolvimento de pessoal. Quando implementado corretamente, o WMS dá flexibilidade, benefícios e lucro, que representam garantias de retorno rápido ao investimento, trazendo satisfação para a empresa.


REFERÊNCIAS


BANZATO, E. Atualidades na armazenagem. São Paulo: IMAM, 2003.

______. WMS - Warehouse management system: sistema de gerenciamento de armazéns. São Paulo: IMAM, 1998.

BALLOU, R. H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos: planejamento, organização e logística empresarial. Porto Alegre: Bookman, 2001.

GOMES, C. F. S. & RIBEIRO, P. C. C. Gestão da cadeia de suprimentos integrada à tecnologia da informação. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004.

LOGÍSTICA DESCOMPLICADA. Site institucional. Disponível em: http://www.logisticadescomplicada.com/. Acesso em: nov. 2011.

Produção Acadêmica do Curso de Gestão Comercial: Plano de Ação


CURSO DE GRADUÇÃO TECNOLÓGICA EM GESTÃO COMERCIAL


Disciplina: Planejamento Estratégico de Marketing


4º Semestre
 

André Anderson da Silva Pinto
Francisco Antônio Vieira Martins Junior
Sandra Maria Cesar da Silva Pinto




PLANO DE AÇÃO

 


Artigo solicitado pelo professor Giovani Nogueira apresentado ao Curso de Gestão Comercial da Faculdade CDL, como composição das atividades referentes à nota de AP2, da disciplina de Planejamento Estratégico de Marketing.

Orientador: Professor Giovani Nogueira de Lima




1 INTRODUÇÃO


Neste trabalho será passado como fazer, e a devida importância que os empresários devem ter no planejamento e execução do plano de ação. Irá mostrar ainda, quais são os pontos positivos e negativos de se ter um plano de ação bem elaborado e o quanto é importante o acompanhamento do mesmo para tomada de decisões.


2 REFERENCIAL TEÓRICO


2.1 O que é um Plano de ação?


Plano de ação é o planejamento de todas as ações necessárias para se atingir um objetivo. Primeiro, precisamos definir o que queremos – e a partir daí, relacionar tudo o que é necessário fazer para atingir o objetivo esperado. Ele deve dizer quem fará o que de forma clara para não gerar dúvidas na execução de cada atividade para atingir o objetivo e quando necessário informar o porquê de ter que se dar aquele passo, como deverá ser feito, quem fará, se será necessário ajuda e que sem será essa ajuda e onde será feita e quanto custará para por em prática o plano de ação.


2.2 Por que fazer um plano de ação?


É necessário fazer um plano de ação, pois com ele feito fica mais fácil atingir o objetivo. Ele é que dará todos os passos para que o empresário (o plano de ação pode ser aplicado tanto na vida profissional quanto na vida pessoal) possa manter-se focado e sempre caminhar em linha reta ao objetivo, e caso perceba algum erro no meio do caminho, ter um direcionamento e poder corrigir a falha. Também é necessário definir uma data de início e fim do plano e ação, fazendo sempre um acompanhamento.


2.3 Técnicas usadas para fazer um plano de ação


Uma das técnicas bastante utilizada para a confecção do Plano de Ação é a 5W2H. Essa sigla é composta pela primeira letra de sete palavras em inglês que são:

WHAT – WHO – WHEN – WHERE – WHY – HOW – HOW MUCH

Cuja tradução quer dizer, respectivamente:

O QUE – QUEM – QUANDO – ONDE – POR QUE – COMO – QUANTO

As palavras “por que" e "quanto”, dirão qual o objetivo do plano de ação, elaborado em nível estratégico;
A palavra “o que”, definirá o objeto do plano de ação, elaborado em nível gerencial;
As palavras “como", "quem", "quando" e "como”, corresponderão aos detalhes de como fazer o plano de ação, elaborado em nível tático / operacional.


3 ASPECTO DA REALIDADE


Para exemplificar melhor a técnica 5W2H, segue abaixo um exemplo bem simples de como fazê-la e como mantê-la focando sempre no objetivo desse plano de ação:




4 CONCLUSÃO 


Após pesquisa sobre o assunto, percebemos o quanto é importante planejar tudo, mas TUDO MESMO o que fazemos e desejamos fazer. O plano de ação é justamente isso: traçar todos os prós e contras para a realização de um determinado objetivo. Com ele é bem mais fácil e prático tomar as decisões que são necessárias para o sucesso.

Como podemos nos orientar melhor, economizar tempo e muitas vezes até dinheiro é bem mais compensatório reservar um tempo para fazer um excelente plano de ação do que fazer tudo sem orientação correndo um risco altíssimo de dar errado, porque a chance de qualquer coisa dar certo sem um planejamento é quase que zero, sem contar que desperdiça muito mais tempo do que se houvesse feito um planejamento.


REFERÊNCIAS


O Coruja. 5W1H – Como fazer um plano de ação. Disponível em: <http://www.ocoruja.com/index.php/2009/5w1h-como-fazer-plano-de-acao/>. Acesso em nov. 2011.
MACHADO, Roberto. Como fazer plano de ação 5W2H e modelo de exemplo em planilha. Disponível em: <http://www.doceshop.com.br/blog/como-fazer-plano-de-acao-5w2h-e-modelo-de-exemplo-em-planilha/>. Acesso em: nov. 2011.


quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Presidente da CDL é agraciado com a Medalha Albanisa Sarasate

Uma noite para celebrar a unidade

Nas falas da jornalista Luciana Dummar, presidente do Grupo de Comunicação O POVO, do homenageando com a medalha Albanisa Sarasate, Freitas Cordeiro, e do governador Cid Gomes, o tom foi de reforçar os sentimentos de união para construção de um Ceará melhor.

 

A jornalista Luciana Dummar lembrou a força de Albanisa Sarasate e o coração de Demócrito Dummar


“Unidade é a palavra da noite”, foi assim que a jornalista Luciana Dummar, presidente do Grupo de Comunicação O POVO, pontuou uma cerimônia recheada de palavras de emoção. Da homenagem com a Medalha Albanisa Sarasate, reeditada depois de 22 anos e com apenas dois agraciados (Virgílio Távora e Martins Filho), ao discurso leve e em tom de amizade do governador Cid Gomes, uma plateia lotada de empresários e personalidades cearenses ouviu o “lojista da paz” Freitas Cordeiro citar de Roberto Carlos a Bob Marley para falar de amor e competência e dividir os méritos e tributos com o filho André Pimenta, que partiu este ano.

Luciana Dummar apresentou ainda a força e coragem herdadas da avó Albanisa Sarasate (1974-1985), que equilibra o “coração implacável” de Demócrito Dummar (1985-2008). “Eu falo sempre do meu pai, ele povoa a memória e o coração de muitos de vocês. Ele senta ao meu lado esquerdo e todas as decisões que tomo na gestão do O POVO”, declarou.

Cid Gomes seguiu o mesmo tom de união e fez questão de ressaltar a importância do reconhecimento ao desempenho eficiente e socialmente responsável que permeia a premiação Delmiro Gouveia.

“De forma honesta e séria, analisa os números que refletem a pura verdade”, reforçou Cid Gomes.

Amizade
“Amigo é aquele que diz a verdade e não que bajula”, disse Luciana Dummar. Assim ela dividiu com os convidados o clima do Grupo. “O POVO é um estilo de vida, o jeito cearense de contar o que passa no Ceará, o saber local, o sabor local”, citou em seu discurso.

O governador Cid Ferreira Gomes fez coro às declarações da jornalista e concluiu lembrando o papel do O POVO em transformar o estado em um lugar melhor.

Como

ENTENDA A NOTÍCIA
A Medalha Albanisa Sarasate foi reeditada depois de 22 anos, e desta vez, o artista do O POVO Carlus Campos foi o responsável por retratar a força da ex-presidente do Grupo de Comunicação O POVO.

Comenda Albanisa Sarasate

Criada para homenagear as pessoas que mais se destacaram na defesa dos interesses e aspirações das comunidades nordestinas, a comenda Albanisa Sarasate foi entregue a apenas duas personalidades até hoje.

QUEM JÁ RECEBEU A MEDALHA
Virgílio Távora
Teve dois mandatos como governador (1970/1978). Trouxe a energia da Usina Hidrelétrica de Paulo Afonso ao Ceará e implantou o Distrito Industrial.

Martins Filho
Fomentador da fundação da primeira universidade do Ceará (UFC), em 1954, foi professor do Liceu.

História
O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), Francisco Freitas Cordeiro, nasceu em 1945, em Baturité (interior do Ceará). Casou aos 23 anos de idade e teve cinco filhos.

O empresário, homenageado ontem com a medalha Albanisa Sarasate, teve sua primeira experiência profissional como revisor no O POVO, em 1964, no auge da revolução que deu origem à ditadura militar.

Freitas foi ainda administrador de uma escola da família e, depois de concluir o curso de Direito na Universidade Federal do Ceará (UFC), começou a trabalhar com advocacia. Depois da graduação, o empresário foi diretor do colégio Santa Cruz, no bairro Parangaba.

Empresário diversificado, hoje preside grupo formado por cinco empresas com negócios diferentes como imobiliária, tintas automotivas, sites de venda de veículos seminovos.

Uma das empresas do grupo, a Imperjet – impermeabilizações Ltda - tem filiais no Pará, Piauí, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

A primeira empresa veio meio por acaso. Na profissão de advogado, Freitas Cordeiro administrava imóveis de locação de algumas famílias em Fortaleza. Com uma carteira ampla de clientes, a constituição da FZ Imóveis foi quase inevitável.

Em recente entrevista publicada nas Páginas Azuis de O POVO, o empresário disse se considerar “um empreendedor visionário, batalhador e que não teme desafios”.

Ele diz não ter focado na imobiliária como negócio. Quando os filhos começaram a crescer, teve que procurar alternativas também para eles, diversificando os negócios.
A escolha pelo ramo do comércio parece ter sido uma influência paterna. “Sempre me diziam que eu tinha facilidade de abordar e de convencer as pessoas”.
Para Freitas, o segredo para ter diversidade nos negócios é conhecer bem a empresa, saber do que ela precisa e como suprir suas necessidades.

Fonte:


Entrevista com leitora da Biblioteca

Thamiles Silva de Sousa, aluna do Curso de Gestão Comercial, também é apreciadora de obras literárias, preferencialmente os romances, ela já tem um bom acervo de leituras realizadas, por essa razão, a Biblioteca convidou-a para participar desse quadro de entrevista junto aos leitores que praticam a leitura de lazer.  

Vamos conhecer um pouco da leitora Thamiles, frequentadora assídua da Biblioteca.




Biblioteca - Qual sua preferência de leitura?
Thamiles - Sou bem eclética, leio de tudo um pouco, mas na hora de escolher um livro prefiro os de romance, por exemplo, li todos da Saga Crepúsculo.

Biblioteca -Como você organiza seu tempo entre as leituras acadêmicas e as de lazer?
Thamiles - Quando estou no período de provas, dou preferência para a leitura da bibliografia do curso e quando estou com mais disponibilidade, procuro ler outros tipos de livros; a biblioteca é um lugar excelente para ler, principalmente pelo silêncio e como todos os dias pela manhã estou na Biblioteca, tento dar uma conciliada entre os estudos e as outras leituras que gosto de fazer.

Biblioteca - Você já pensou na próxima leitura?
Thamiles - Estou atualmente com o livro “A marca de uma lágrima”, do autor Pedro Bandeira, assim que entrar de férias começarei a leitura.

Biblioteca - Você acompanha a divulgação das novidades do acervo pela Biblioteca?
Thamiles - Estou sempre atenta as novidades através do email e da Blogteca, mas como todos os dias estou na Biblioteca acompanho as novidades pessoalmente.

Biblioteca - Entre os livros do quadro abaixo que você já leu junto ao acervo da Biblioteca, qual o que mais gostou? Por quê?




Thamiles - O Futuro da Humanidade de Augusto Cury, pois ele mudou minha forma de pensar em relação à vida, me tornou mais reflexiva, me fez pensar o que realmente é essencial para nossa vida e como as pessoas estão cada vez menos sensíveis. Eu gostei também do Prazo Final, porque envolve mistérios com investigação, além de abordar outras culturas como a comunidade Amish.

sábado, 10 de dezembro de 2011

Entrevista com leitor da Biblioteca

Dentre os inúmeros usuários da Biblioteca, identificamos um grupo que, além da leitura acadêmica, necessária para o acompanhamento das disciplinas, busca a leitura de lazer junto às obras literárias de autores renomados e clássicos.

Cleilton Nogueira Lopes, aluno do Curso de Logística, é um desses usuários. Leitor compulsivo, apreciador da boa literatura, não deixa de estar com um livro na mão fazendo sua leitura, seja na Biblioteca, nos corredores da Faculdade, em casa, ou até durante a espera ou o percurso do transporte. 

A Biblioteca registrou um desses momentos e aproveitou para conhecer um pouco mais do leitor Cleilton, buscando no banco de dados suas leituras extra disciplinas e aplicando uma pequena entrevista, a fim de compartilhar com todos o seu perfil.



Biblioteca - Qual sua preferência de leitura?
Cleilton - Clássicos mundiais, por exemplo, agora estou lendo o "Diário de Anne Frank", mas gosto de todos os gêneros.

Biblioteca - Como você organiza seu tempo entre as leituras acadêmicas e as de lazer?
Cleilton - Sempre acho tempo, seja no ônibus, no intervalo do almoço, no intervalo das aulas, qualquer tempo sem algo para fazer em específico, estou lendo.

Biblioteca - Você já pensou na próxima leitura?
Cleilton - "O Admirável mundo novo", vou pegar emprestado de um amigo.

Biblioteca - Muitos alunos buscam leitura depois de divulgada as novidades do acervo pela Biblioteca, você acompanha essa divulgação?
Cleilton - Não, eu faço as escolhas pela própria vontade e iniciativa.

Biblioteca - Entre os livros do quadro abaixo que você já leu junto ao acervo da Biblioteca, qual o que mais gostou? Por quê?



Cleilton - De todos eles, mas o melhor foi "As Mentiras que os homens contam", porque é contemporâneo, muito engraçado e, para quem não tem muito tempo, é o ideal, a leitura é rápida. Gostei muito também de "O Senhor dos anéis", mas demorei vinte dias para concluir, a leitura é mais complicada e sempre tive que interromper.

A Biblioteca agradece ao Cleilton a disponibilidade para a entrevista e deseja-lhe que mais leituras façam parte de sua vida.

Outros leitores que prestigiam a Biblioteca com suas contantes visitas e empréstimos de livros serão entrevistados, aguardem!

Biblioteca

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Contextualizando a disciplina


Professor: Giovani Nogueira Lima
Disciplina: TI Aplicada à Logística



CINCO DÉCADAS DE LOGÍSTICA EMPRESARIAL E ADMINISTRAÇÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS NO BRASIL

Claude Machline claude.machline@fgv.br
Professor da Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getulio Vargas - São Paulo - SP, Brasil

INTRODUÇÃO

O desenvolvimento da logística empresarial e da administração da cadeia de suprimentos no Brasil transcorreu de modo semelhante à sua evolução nos Estados Unidos, com alguns anos de defasagem em relação aos progressos norte-americanos. Em síntese, o tópico transporte, que era o foco do interesse nas décadas de 1950 e 1960, foi ampliado nas décadas de 1970 e 1980, transformando-se em nova área de saber, a logística empresarial. Essa função administrativa, numa visão mais abrangente do que a que antes vigorava, incorporava ao transporte a gestão dos estoques, o armazenamento, os depósitos, a informação e a comunicação. Por sua vez, a partir dos anos 1990, em novo salto conceitual, prevaleceu a visão da cadeia de suprimentos, que constituía um alargamento (e também um alongamento) da noção de logística empresarial, estendendo essa última a toda a cadeia de fornecedores, a montante, e a toda a cadeia de clientes, a jusante da empresa.
Leia o artigo completo

Artigo extraído da revista: ©RAE, São Paulo, v. 51, n.3, maio/ jun. 2011, p. 227-231.
Enviado pela Biblioteca aos alunos do Curso de Logística com sugestão para leitura pelo Prof. Giovani Nogueira de Lima.

Matéria da Blogteca é matéria na VendaMais

A Editora Quantum publicou na seção "Reservado para Você", da Revista VendaMais de dezembro/2011, a matéria postada na Blogteca, em 25 de outubro/2011, referente à doação de exemplares de revistas feita por aquela Editora, na Semana Nacional do Livro e da Biblioteca 2011.

Francisca do Socorro Nascimento de Oliveira, Sergio Elislande Santos Bringel e Antonio Soares da Silva Junior, alunos do Curso de Gestão Comercial da Faculdade CDL e usuários assíduos da Biblioteca, figuram na foto publicada, recebendo a Revista como doação.





segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Natal de Luz encanta público

Cidade
Diário do Nordeste

Praça do Ferreira
Natal de Luz encanta público
Publicado em 26 de novembro de 2011
 
 
Crianças e adultos lotaram ontem a Praça do Ferreira, onde as apresentações animaram cerca de 25 mil pessoas
 
Um show para todas as faixas de idades marcou, ontem, a abertura da edição 2011 do Ceará Natal de Luz. Cerca de 25 mil pessoas estiveram no evento, ocupando toda a Praça do Ferreira e seu entorno. O ponto alto da festa foi a apresentação da banda Paralamas do Sucesso, que empolgou o público cantando sucessos que marcaram época.
 
 A banda Paralamas do Sucesso foram os pontos altos do evento
BRUNO GOMES



Nem mesmo o forte calor na Praça não desanimou os presentes. Mães e pais que levaram os filhos para assistir ao espetáculo das "aparições" de Papai Noel não arredaram o pé, embora a espera tenha sido longa.

 
O Papai Noel que se deslocou de tirolesa


 "Este ano demorou a começar, mas valeu a pena a espera", justificou Alfredo de Oliveira, que veio do bairro Genibaú para presenciar o Ceará Natal de Luz.
 
O espetáculo proporcionado pelos atores que representavam Papai Noel empolgou todos na Praça. O mais importante momento, que fez o público vibrar, foi quando um Papai Noel se locomoveu, em uma tirolesa, da sacada do prédio do antigo Hotel Savanah até o prédio do Excelsior Hotel.
 
Após o espetáculo das aparições, seguiram-se as emoções provocadas pela apresentação do Coral Natal de Luz. Jovens de várias idades posicionados nas janelas do Excelsior Hotel brindaram o público cantando tradicionais músicas natalinas, como "Papai Noel" e "Noite Feliz", entre outras.
 
A partir das 21h, a Praça do Ferreira, que recebeu decoração toda especial para o Natal, ficou pequena para comportar tanta gente. No palco armado, os integrantes do Paralamas do Sucesso não deixaram o público ficar parado. Grandes sucessos como "Óculos" e "Ela disse adeus´´ animaram o público, que cantava junto, recordando um momento que marcou a história da música brasileira.
 
Empolgação
 
"Isso aqui é uma loucura. Que show. Quanta saudade", exclamou a comerciária Ana Paula Lima Sousa, de 29 anos.
 
Crianças e adultos que preferiram ficar nas calçadas das ruas próximas à Praça do Ferreira também não perderam a motivação e celebraram o espírito natalino ao som das músicas do Paralamas do Sucesso.

Siga @diarioonline

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Mais de 120!


Ontem registramos no nosso formulário de controle de frequência, mais de 120 visitas à Biblioteca nos três turnos. Recorde no ano! Inclusive recebemos o próprio Presidente Honório Pinheiro, que compareceu no fim da tarde para apresentar a Biblioteca a dois visitantes.

Além do movimento normal, os alunos se reuniram em equipe para preparar trabalhos para as disiciplinas dos Professores Christian, Giovani e Mardônio.

Portando, registramos:

Frequência por serviço
· Acesso as micros: 64
· Leitura corrente: 32
· Estudo em grupo: 16
· Estudo individual: 9
· Visita: 4
· Pesquisa Internet: 2
· Orientação de pesquisa: 4
. Orientação para Normalização: 3

Frequência por tipo de usuário
· Alunos graduação: 94
· Alunos extensão: 19
· Docente: 1
· Diretoria: 1
. Funcionário: 6

· Visita: 4














Biblioteca

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Visita técnica à Brasil Foods: Curso de Logística

Os alunos do curso de Logística realizaram visita técnica à Empresa Brasil Foods (Perdigão/Sadia), com o objetivo de conhecer o Centro de Distribuição da Empresa e seu funcionamento na prática. O Gerente Logístico da Brasil Foods, Carlos Wilker Freire e Silva, é aluno da Faculdade CDL, quem facilitou os trâmites da visita.

A visita aconteceu em 05/11/2011, no período de 08:00 às 12:00 horas e é parte integrante das disciplinas de TI Aplicada à Logística (turmas de 3ª feira Manhã e 6ª Feira Noite) e Gestão Empresarial Estratégica.

Os Professores Giovani Nogueira de Lima e Bruno Oliveira Rocha acompanharam os seguintes alunos na visita:

Adriano Santiago da Silva, Antonio Marcelio Lopes, Carlos Juliano de Souza Fontenele, Dick Hellington Ataliba Mariano, Ednardo Roque Pacheco, Elionauria Venancio, Fábio de Alencar, Francisco das Chagas Mendes Senhorinha Junior, Guilherme Rodrigues Assunção Bisneto, Janaina dos Santos Fonteles, José Alexandre de Souza da Silva, Manoel Ferreira Loureiro, Marcio Alber Delmondes Costa, Maria Cristina de Melo Alcantara, Marjorie Barbara de Oliveira Moura, Paulo Cordeiro de Menezes, Renata Barboza Sales, Rogerio Ribeiro de Sousa, Selma Maria de Souza Medeiros, Silvio Gurgel Coelho, Thiago Cavalcante de Queiroz, Thiago Lima e Sousa, Walvenacson da Silva Paulo.

Ana Rodrigues da Silva, Antonio Flavio Araujo de Abreu,Carlos Wilker Freire e Silva, Emerson Correia de Almeida, Erenilson Forte Pinheiro, Francisco Helder de Paula Morais, Francisco Iverton Silva Colares, Francisco José Cesario Rodrigues, Francisco Temotio Souza Cruz, Israel da Silva Almeida, Manoel Marcondes Rabelo, Paulo Fernandes da Silva, Ramon Rayner Oliveira Barroso, Silas Oliveira dos Santos, Wladenildo Duarte Sampaio.



























Conhecendo um pouco da Brasil Foods


A BRF Brasil Foods, criada a partir da associação entre Perdigão e Sadia. É uma das maiores companhias do mundo em valor de mercado, maior exportadora mundial de aves e responsável por 9% do comércio global de proteínas. Em 2010, alcançou a posição de terceira maior exportadora do Brasil; é também uma das maiores captadoras e processadoras de leite do país.

No Brasil, está entre as principais empregadoras privadas, com 113 mil funcionários.

Oferecer qualidade e inovação ao consumidor é um dos valores da BRF. Para a Empresa, inovar implica desenvolvimento contínuo de novos produtos, melhoria sucessiva de qualidade, implementação de novas tecnologias, controle rigoroso dos processos produtivos para a garantia da segurança alimentar.

O resultado dessa dinâmica são ganhos de competitividade, que permitem à empresa disponibilizar o melhor produto a preço justo atingindo maior número de consumidores conscientes do exercício de sua cidadania e, portanto, exigentes, vigilantes e seletivos.

Atualmente, a empresa opera 60 unidades industriais no Brasil, espalhadas por 11 Estados, mais três plantas no Exterior. Escritórios comerciais da Companhia estão instalados em 18 países, além de centro de distribuição na Holanda.

Com portfólio de aproximadamente 3 mil itens, a BRF exporta seus produtos para 140 países. Em 2010, a BRF mais uma vez colocou-se como uma das empresas de maior confiança entre investidores e acionistas, apresentando crescimento de 21% no valor de mercado.

42 Unidades Industriais de Carnes
• 12 Rio Grande do Sul
• 10 Santa Catarina
• 05 Paraná
• 02 Rio de Janeiro
• 01 Minas Gerais
• 04 Mato Grosso
• 01Mato Grosso do Sul
• 05 Goiás
• 01 Bahia
• 01 Pernambuco

14 Unidades Industriais de Lácteos
• 05 Rio Grande do Sul
• 01 Santa Catarina
• 01 Paraná
• 03 São Paulo
• 02 Minas Gerais
• 01 Pernambuco
• 01 Goiás

02 Unidades Processadoras de Margarinas
• 01 São Paulo
• 01 Minas Gerais

41 Centros De Distribuição
• 05 Rio Grande do Sul
• 02 Santa Catarina
• 06 Paraná
• 07 São Paulo
• 03 Rio de Janeiro
• 01 Espírito Santo
• 04 Minas Gerais
• 01 Goiás
• 03 Bahia
• 03 Pernambuco
• 02 Ceará
• 01 Paraíba
• 02 Amapá
• 01 Mato Grosso

34 Incubatórios
• 06 Rio Grande do Sul
• 08 Santa Catarina
• 07 Paraná
• 01 São Paulo
• 01 Mato Grosso do Sul
• 03 Minas Gerais
• 03 Goiás
• 01 Distrito Federal
• 01 Bahia
• 03 Mato Grosso

Plusfood
• Reino Unido
• Holanda

O texto acima faz parte de uma apresentação institucional realizada por Carlos Wilker, Gerente de Logística da Brasil Foods e também aluno do Curso de Logística da Faculdade CDL.

Matéria sugerida pelo Professor Giovani Nogueira de Lima.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...